Por Redação do Psicologias do Brasil

Você já mudou de ideia sobre algo na sua vida, isso é normal. Estamos em constante transformação e inacabados, o conhecimento que adquirimos é constante, é impossível parar de aprender.

Porém, nesse processo, não poucas vezes tomamos como verdadeiras notícias e conhecimentos que são questionáveis cientificamente. Seja por conta de alguma tradição, seja por alguma falta de informação, aqui estão 8 verdades que muita gente confia estarem certas, mas não passam de mitos perpetuados.

1.Vacina causa autismo

Andrew Wakefiel, um médico britânico, fez um estudo mal elaborado correlacionando a vacina tríplice viral na infância com autismo. A história se espalhou e muita gente ainda toma este estudo como verdade. Mas Andrew desmentiu o estudo e ainda sofreu graves consequências pela informação falsa: teve seu título de médico cassado e foi processado pelo Governo Britânico por fraude.

2. Mamografia eleva o ricos de Câncer na tireoide.

Seguindo a linha de boatos irresponsáveis, uma mulher fez um vídeo contando que o famoso Doutor Drauzio Varella afirmou que os profissionais de saúde não estavam oferecendo a proteção devida a tireoide em mamografias.

O médico desmentiu o vídeo e disse que nunca fez tal afirmação. É fato que toda utilização de radiação tem algum risco, porém a mamografia sem excessos traz muito mais benefícios que riscos.

3. Escovar os dentes muitas vezes ao dia é ótimo!

Algumas pessoas acreditam que escovando os dentes várias vezes ao dia, conseguirão uma saúde bucal melhor. Isto é lenda. Na verdade, escovar os dentes mais de 3 vezes ao dia traz risco de deterioração do esmalte dental.

4. Depressão é somente um desequilíbrio químico!

Muita gente e até alguns profissionais da saúde, acreditam que transtornos psicológicos são sempre fruto de algum desequilíbrio químico. Esta é uma visão ultrapassada e até mesmo perigosa sobre essas doenças.

Não são poucos os estudos que apontam a importância da psicoterapia no tratamento da Depressão, por exemplo. Além disso, é imprescindível que uma pessoa seja vista não só por aspectos biológicos, mas também sociais e tenha sua história de vida levada em consideração.

Não somos apenas nossos corpos, a depressão é uma doença que afeta diretamente nossa forma de nos relacionarmos com a vida e nem sempre remédios serão suficientes nesse enfrentamento.

5. Ansiedade é sempre ruim!

Uma vida sem nenhuma ansiedade é muito perigosa. Muita gente confunde transtornos de ansiedade com sentimentos ansiosos. Nem sempre a manifestação de um sentimento ansioso é negativa. Ficamos ansiosos por um dia melhor, levantamos para trabalhar, estudar, construímos relações prazerosas a partir do anseio de conhecer novas pessoas. Há muita coisa positiva na ansiedade.

E para enfrentar os aspectos negativos dela, precisamos descobrir os positivos. Você pode aprender a reagir aos próprios sentimentos de diversas formas. Ansiedade em si não é o mal, o que pode adoecer é a sua forma de lidar com ela.

6. Manga com Leite faz mal.

Os senhores de engenho não queriam que os escravos tomassem leite e sabiam que eles comiam mangas, pois havia manga por toda parte. Criaram essa mentira que ficou perpetuada até os dias de hoje.

7. Água com açúcar acalma

O ingrediente adocicado pode fazer você produzir mais serotonina, o neurotransmissor associado ao bem estar. Porém, é uma reação demorada. Para acalmar mesmo é melhor um chá com as substâncias certas para este efeito, como um chá de camomila.

8. Psicólogo precisa ser calmo e paciente.

A verdade é que de calma e paciência todos nós precisamos, independente da profissão. O psicólogo não pode exercer sua atividade profissional baseado em seus achismos e numa forçação de certas características da personalidade dele. A psicologia é uma ciência que fornece instrumentos e técnicas, é através dela que o psicólogo trabalha. Por mais que ele tenha uma opinião e uma visão a respeito das coisas do mundo, não é a partir dela que a terapia acontece. Mas sim de pesquisas e amparos teóricos e práticos. Por tanto, não basta para um bom profissional saber ser “calmo” e “paciente”, é preciso formação adequada.

Imagem de capa: Shutterstock/Africa Studio

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS