Deve ter em atenção o consumo de alguns alimentos se está a pensar em ter uma noite especial: isto porque alguns podem de facto potenciar a sua performance, enquanto que outros podem ter o efeito contrário.

“Algumas opções como fritos, carnes e outros ingredientes com grandes quantidade de gordura não são indicados para o cardápio dos amantes e podem mesmo afetar o desejo sexual”, indica Aline Castelo Branco, terapeuta e educadora sexual.

“Laticínios em excesso também acabam por prejudicar o romantismo, ao deixar a digestão mais lenta e causar desconfortos, como gases e dores abdominais, que podem acabar com o clima do encontro”, acrescenta.

Estes são 9 alimentos que afetam o desempenho e desejo sexual

  1. Adoçante – O açúcar tem mais calorias, mas adoçantes com sorbitol podem causar inchaço na região pélvica e inibir o desejo sexual
  2. Soja e Derivados – Por ser um alimento rico em isoflavana ( hormônio feminino semelhante ao estrogênio) este tipo de alimento pode afetar a libido sexual masculina.
  3. Brócolis – Legumes como brócolis, apesar de saudáveis, afetam a digestão e podem causar gases intestinais, dificultadores do libido sexual.
  4. Repolho – O repolho é mais um dos legumes, tal como brócolis, que apesar de saudável pode gerar desconforto gástrico se consumido logo antes do sexo.
  5. Feijão – Também é preciso ter cuidado com o momento da ingestão de uma grande quantidade de feijão.
  6. Ameixa – O açúcar natural presente nas ameixas pode gerar gases intestinais e inibir também o desejo sexual.
  7. Maçã e pêra – Também o açúcar natural presente nestas frutas aumenta a produção de gases,  a sensação de desconforto e a barriga inchada.
  8. Bebidas gaseificadas – As bebidas gaseificadas apresentam grande quantidade de sódio, aumentando a dilatação corporal e inibindo o desejo sexual.
  9. Produtos lácteos – A lactose exige um esforço maior do organismo para ser digerida, causando inchaço na região abdominal e aumentando a preguiça e sonolência.

Produtos lácteos – A lactose exige um esforço maior do organismo para ser digerida, causando inchaço na região abdominal e aumentando a preguiça e sonolência.
“Isto acontece porque algumas substâncias que compõem determinados alimentos alteram os níveis de glicose e de colesterol, interferindo diretamente na disposição sexual ao desviar o fluxo sanguíneo necessário para a digestão, gerando menor irrigação da região genital”, explica.

A terapeuta recorda ainda que os homens com obesidade abdominal têm menos testosterona disponível para estimular o órgão sexual.

Imagem de capa: Shutterstock/Dmitry Zimin

Texto original de Sapo.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS