A paixão é analisada amplamente nas áreas que estudam o ser humano. Por ser um assunto milenar, ainda não chegamos a conclusões definitivas, mas podemos fazer como Pedro Calabrez fez nesta análise. Ele discute as reações cerebrais diante do fim do estado de apaixonado.

Imagem de capa: Shutterstock/Beatriz Gascon J

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS