1.Não me recordava dos nomes próprios;

2.Não me recordava onde deixava algumas coisas;
3.Quando estou conversando e tenho o pensamento interrompido, tenho dificuldades de continuar com a conversa no ponto em que a tinha deixado;

Enfim, pensava que tinha um inimigo dentro da minha cabeça, cujo nome começa por Alzheimer.

Hoje li um artigo que me deixou bem mais tranquilo, por isso, transcrevo a parte mais interessante:

“Se tu tens consciência dos teus problemas de memória, então é porque ainda não tens problemas”

Existe um termo médico que se chama ANOSOGNOSIA, que é a situação em que tu não te recordas temporariamente de alguma coisa. Metade dos maiores de 50 anos, apresentam algumas falhas deste tipo, mas é mais um fato relacionado com a idade do que com a doença propriamente dita.

Queixar-se de falhas de memória é uma situação muito comum em pessoas com 50 ou mais anos de idade.

Se traduz por não recordar um nome próprio, entrar num cômodo da casa e esquecer-se do que ia fazer lá ou buscar, esquecer o título de um filme, ator, canção, não se lembrar onde deixou os óculos, etc.

Muitas pessoas preocupam-se, muitas vezes em excesso, por este tipo de esquecimento. Daí, uma informação importante:

“Quem tem consciência de ter este tipo de esquecimento, não tem problema sério de memória. Todos que padecem de doença de memória, com o inevitável fantasma do Alzheimer, são aqueles que NÃO tem consciência do que efetivamente se passa.”

O professor Bruno Dubois, do Institut de la Mémoire et de la Maladie d’Alzheimer, do Hôpitaux Universitaires Pitié-Salpêtrière, em Paris, encontrou uma engraçada, mas didática explicação, válida para a maioria dos casos de pessoas que estão preocupadas com os seus esquecimentos:

“Quanto mais se queixam dos seus problemas de memória, menos possibilidades têm de sofrer de uma doença de memória”.

Este documento é dedicado a todos os esquecidos que me recordo.

Se esquecerem de repassar, não se preocupem porque não será Alzeimer… são os muitos anos que pesam dentro das suas cabeças.

Se não esquecer repasse…..

***

Fonte indicada: Coruja Professor

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.