= De onde você tirou essa ideia ?!
– Não sonhe tanto, coloque os pés no chão.
– Você está louco!
– Eu não acho que é possível, mas se você quiser falhar, vá em frente.
– Você está brincando?
– Pare de bobagens!

Se alguma destas frases é familiar para você, é provável que você conheça um destruidor de sonhos. São pessoas que parecem ter abraçado um único objetivo na vida: destruir os sonhos dos outros. Estas são pessoas que têm um problema para cada solução e que parecem encontrar prazer em derrotar os sonhos dos outros.

Essas pessoas se esforçam para tentar mostrar que suas metas não têm futuro, que tudo a que você se propõe, é ilusão; e lhe darão mil e uma razões para desistir desse sonho. Seus argumentos contra geralmente não são sólidos ou vêm de uma análise objetiva e meticulosa da situação, são apenas dardos contaminados com a negatividade dirigida contra a sua autoestima.

Os 3 tipos de destruidores de sonhos

1 – O crítico

Essa pessoa é fácil de detectar, uma vez que sua fala costuma ser tingida de raiva e críticas. Ele listará todas as razões pelas quais seu sonho é irracional, irreal, indisponível e / ou impossível. Você provavelmente já conhece todos esses obstáculos e riscos, mas essa pessoa irá exagerá-los para desmotivá-lo. É a típica pessoa que espalha sua negatividade a golpe de crítica. Se não consegue te convencer com estas razões, é provável que em seu “último assalto” seu discurso se torne ofensivo e ataque você pessoalmente para fazê-lo duvidar de suas habilidades, recursos e motivação.

2 – O silencioso

Essa pessoa recorre ao silêncio para expressar sua insatisfação. É um verdadeiro especialista em colocar um elefante na sala. Quando você fala sobre seu novo projeto, ele provavelmente não diz nada, embora também seja provável que seu silêncio seja acompanhado por um olhar de reprovação. Com essa atitude, permite-lhe compreender que a sua ideia é terrível ou que não vale a pena perseguir o seu sonho. Ignorando seus objetivos e evitando falar sobre o assunto, está deixando entrever a sua insatisfação, porém assumindo o papel de vítima resignada, o que geralmente gera um sentimento de culpa. Na verdade, sua estratégia geralmente é muito eficaz, pois gera enormes dúvidas em você.

3 – O desinteressado

Se você tem um sonho, é provável que você esteja cheio de energia, motivação e paixão. E te encantaria que pessoas significativas para você compartilhassem esses sentimentos. O desinteressado, no entanto, faz exatamente o oposto. Te nega a validação emocional de que você precisa: ouve você, mas sem prestar atenção, sem emoção. E ele faz isso de propósito, porque quer mostrar seu desinteresse. Também é comum tentar minimizar seus sonhos ou tirar sarro de você por aspirar a tanto. No final, essa pessoa tenta minar sua auto-estima para que você desista do seu objetivo.

Uma profunda amargura interior

As pessoas que se dedicam a destruir os sonhos dos outros muitas vezes experimentam uma profunda amargura, desapontamento e frustração, mas nem sempre demonstram isso. Na verdade, muitas vezes tentam fingir uma vida plena e satisfatória, embora no fundo sofram um vácuo emocional.

Muitas vezes essa visão pessimista do mundo vem do fracasso em alcançar seus próprios sonhos. Se uma pessoa não teve sorte em seus relacionamentos, desenvolve uma visão negativa sobre isso e procura desmotivar os outros a manter um relacionamento. Se não conseguiu um projeto de negócios, desmotiva aqueles que tentam iniciar um novo projeto afirmando que é uma tarefa impossível ou inútil.

Outras vezes sua atitude vem da falta de coragem, temperada com uma dose de inveja. São pessoas que não se atrevem a sair da zona de conforto e que não querem que os outros o façam, porque lhes incomoda o sucesso. Neste caso, eles são pessoas invejosas que não querem que os outros superem ou tenham uma vida mais plena.

Em outras ocasiões, essa atitude vem da hiper proteção. É comum em pais com filhos ou entre casais. Com boas intenções, querem cortar suas asas porque temem sofrer um fracasso ou, pior ainda, quebrar o cordão umbilical que mantém você preso a elas.

Como lidar com pessoas que destroem sonhos?

Ouça-os. Pode parecer uma contradição, mas às vezes o melhor conselho pode vir de onde menos esperamos. Ouvir é sábio, embora isso não signifique que você tenha que concordar com o que eles dizem e muito menos que você baseará suas decisões em suas opiniões. No entanto, talvez por trás de sua negatividade, você pode encontrar algum risco que não tinha previsto, para que você possa se preparar melhor para enfrentá-lo. A chave está em usar essa negatividade a seu favor, como uma arma para se preparar contra eventos imprevistos.

Agradeça por sua opinião. Em vez de ficar na defensiva, apenas agradeça sua opinião. É comum que essa atitude o desarme. As pessoas não esperam receber palavras gentis e respeitosas quando se comportam de maneira crítica ou pejorativa ou tentam destruir os sonhos dos outros. Diga: “Eu aprecio sua opinião, mas vou seguir em frente.”

Siga adiante. Se você tem um sonho e um objetivo claro, não desista. É muito fácil cair na negatividade. Não há dúvida de que você encontrará obstáculos e contratempos, mas isso é parte do caminho. Certifique-se de não tornar impossível o possível.

Do original publicado no site Rincón Psicología
Imagem de capa: PEXELS

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.