Ocorreu na Bulgária um caso que deixou muita gente intrigada. Um bebê nasceu com anticorpos contra a covid-19, depois que a mãe contraiu o vírus no sétimo mês de gravidez, como informa a mídia local.

A mãe é uma mulher de 28 anos que mora na cidade de Pazardzhik, no sul do país. Ela deu à luz por cesariana porque sofreu alterações na placenta. Além disso, a covid-19 também limitou o crescimento do feto, disse a Rádio Bulgária.

Os médicos informaram que, mesmo com as complicações, o bebê nasceu pesando 2,75 kg e medindo, 46 centímetros e estava bem de saúde.

Vale ressaltar que este não é o primeiro bebê que nasceu com anticorpos contra a covid-19. O primeiro caso de uma possível transmissão pela placenta aconteceu em março, em um hospital de Paris, onde a mãe, que foi infectada por covid-19 na última fase da gravidez, foi submetida a uma cesariana de urgência. Ao longo de 2020, também foram relatados casos em países como na China, Singapura e Espanha.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda não é possível afirmar se gestantes com covid-19 transmitem o vírus ao bebê. Por enquanto, não há comprovações suficientes de que o vírus ativo seja transmitido pela placenta ou pelo leite materno, apesar de estudos mostrando que é possível.

Na última terça-feira (19), a Bulgária relatou 570 novos casos de covid, elevando seu total para 212 mil. O número de mortos no país chegou a 8.565. A Bulgária também informou que um total de 19.683 pessoas já foram vacinadas contra o vírus.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Revista Crescer.
Foto destacada: Getty Images.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.