Quando as crianças crescem, elas começam a criar identidade a partir das vozes que ouvem, as dos pais e professores são geralmente as que têm um impacto mais duradouro. Sem perceber muitas vezes, não estamos cientes dos rótulos que colocamos nos nossos filhos quando eles se comportam de uma determinada maneira. Essa semente que plantamos afetará negativamente suas mentes à medida que crescerem.

As mentes das crianças são frágeis e não têm a capacidade de discernir entre o que é dito em tom de brincadeira ou com raiva e a realidade. Eles tomam tudo literal, são como esponjas que absorvem tudo o que lhes dizemos. As palavras duras que podemos declarar causam danos psicológicos que duram por muito tempo.

Aqui nós mostramos a você alguns dos que são usados que aparentemente são inofensivos, mas causam muitos danos na mente de uma criança.

Coisas que dizemos às crianças que causam danos psicológicos

É assim porque eu digo que é assim

Essa é a resposta fácil para qualquer pergunta que não queremos explicar. Isso faz com que a criança crie um ressentimento porque não impõe uma resposta lógica. Quando essa criança já pensa por si mesma, ele colidirá com seus pais na luta pelo poder. É muito mais simples explicar que há muitas coisas que se conhece por idade ou por
experiência.

Você é sensível demais

Muitas crianças têm uma personalidade sensível e isso não se traduz em “sensível demais”. Eles geralmente têm reações mais intensas às coisas. É um erro do pai pensar que a sensibilidade se traduz em falta de força. É necessário estimulá-los, porque senão a criança relacionará a sensibilidade e emoções alheias como algo negativo, reduzindo sua capacidade de empatia em relação aos outros.

É o que existe ou é assim que a vida é

Quando uma criança precisa de apoio diante de suas primeiras rejeições, a frase “esta é a vida” só lhes trará culpa e frustração quando sentirem que sua experiência não é algo único. Elas ainda não têm inteligência emocional suficiente para perceber que suas experiências não são únicas, devemos validar sua vivência e ensiná-la a se adaptar e superar as adversidades.

Quando eu tinha a sua idade

Esta frase simboliza a competição direta entre pais e filhos. A criança tentará demonstrar o quanto é bom, mas nunca ficará satisfeito com o que recebe, pois sempre fará isso para mostrar aos outros e não para agradar a si mesmo.

Está tudo bem!

Quando uma criança cai, a primeira coisa que sai da nossa boca é essa frase, para que ele não sinta que o que aconteceu é sério, para evitar medo ou choro. No futuro, pode fazê-los sentir evasão diante da dor ou não reconhecê-la. O importante é que a criança identifique a dor e devemos ensiná-la que isso acontecerá.

Cale a boca

O aprendizado dessa palavra é que eles a associam cedo a um insulto. Com certeza, na hora de dizer isso, é porque está te sobrecarregando. Mas é muito mais saudável não insultá-las e explicar-lhes que papai teve um longo dia e que precisa de um pouco de silêncio.

Se você se comportar bem, eu vou te comprar alguma coisa

É a forma clássica de manipulação que os pais têm. Com isso os pequenos aprendem que toda vez que se comportam bem eles têm que ser recompensados e no futuro associarão dar algo com um ato interessado.

Que grande responsabilidade é criar um filho e as frases que saem da nossa boca. Mas para manter a calma e entender que eles são pessoas pequenas que com temperança, explicando tudo, vão crescer em um ambiente saudável e aprenderem mais sobre inteligência emocional.

Este texto é uma tradução adaptada de Despierta Cultura

Imagem de capa: Hermes Rivera on Unsplash

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.