A Psicologia é mesmo um campo interessante de estudos, pois ela pode ser aplicada em vários contextos e áreas diferentes.

Em qualquer lugar, em qualquer situação que existir uma ou mais pessoas realizando alguma determinada atividade, lá poderá estar a Psicologia explicando como ocorrem as interações e o comportamento dessas pessoas.

Como o Marketing e os negócios são feitos por pessoas, não é surpresa nenhuma que a Psicologia entre em cena para dar os seus “pitacos”, auxiliando o empreendedor a entender melhor como se comporta e como pensa o seu cliente.

Por isso que a Psicologia, com todo o seu suporte teórico, não deixa de ser uma grande aliada para o empreendedor moldar as suas estratégias de Marketing e Vendas.

Contudo, é essa ciência que ajuda a compreender os motivos que levam o cliente a comprar, mostra por que uma embalagem pode atrair mais que as outras e ajudam a ver qual será a estratégia que vai fazer o consumidor entrar na loja e puxar o cartão de crédito.

A Psicologia, portanto, tem muito a oferecer quando o assunto é interagir, persuadir e se comunicar com a sua persona.

Psicologia e o comportamento do consumidor

Basicamente, quando se fala em psicologia no mundo dos negócios, o termo “comportamento do consumidor” aparece brilhando bem diante dos nossos olhos. A compreensão de como o cliente age e pensa é ferramenta essencial para a elaboração de qualquer estratégia.

Por essa razão é que a Psicologia é utilizada para estudar melhor esse comportamento. Como a Psicologia faz isso? Ela conta com alguns conceitos bem interessantes, que levam em conta o uso das cores, frases e técnicas de atração e persuasão.

Quer um exemplo disso? Então imagine uma estratégia para a sua loja online angariar uma maior presença online. Nesse caso, a psicologia mostra que os consumidores efetuam compras virtuais com segurança.

Ou seja, diante de histórias envolvendo golpes e compras malfadadas na internet, é normal que o visitante fique com um pé atrás na hora de investir o seu dinheiro em algo que ele não tem certeza que é de confiança.

Sendo assim, para uma estratégia voltada para e-commerce se tornar eficiente, um dos requisitos é poder contar com um certificado SSL. Esse recurso, que utiliza criptografia para proteger dados e senhas na internet, afeta diretamente a ação de compra.

Entretanto, é graças a esse protocolo de segurança, que uma loja online tem condições de transmitir mais credibilidade para o cliente.

Outro aspecto importante quando o assunto se refere a comportamento do consumidor diz respeito às questões sociais. Os consumidores, de uma forma geral, estão mais exigentes quanto a temas envolvendo sustentabilidade e representatividade, por exemplo. 

Por essa razão, se torna fundamental pensar em campanhas publicitárias e conteúdos que mostrem a preocupação da sua marca com essas pautas. 

Nesse caso, o Google Trends pode ajudar muito na criação de conteúdo ao mostrar quais assuntos relacionados a essas pautas estão sendo mais pesquisados pelas pessoas.

Os gatilhos mentais – Um dos recursos psicológicos mais usados no Marketing

Em se tratando de psicologia, estratégias de marketing e vendas, não dá para deixar de falar nos famosos gatilhos mentais. Eles são acionados no inconsciente do consumidor quando ele se depara diante de algum anúncio. 

Ainda não há um consenso a respeito de quantos existem, mas é possível citar alguns bem conhecidos. Veja alguns dos principais. 

Urgência

Você com certeza já se deparou com anúncios do tipo “corra que a promoção é por tempo limitado”. Há também aquele “Adquira já o seu”.

Esses são exemplos típicos do gatilho da urgência, que faz acender lá no inconsciente do consumidor aquela necessidade de se apressar para comprar logo o produto em questão.

Autoridade

O recurso da autoridade é fundamental para estimular a ação de compra. Ou seja, a ideia de que quando alguém entendido no assunto recomenda um produto ou serviço, é sinal de que a coisa boa. 

Nos dias de hoje, quando se proliferam Youtubers e formadores de opinião, cada vez mais esse gatilho mental é utilizado. 

Sendo assim, uma estratégia interessante nesse aspecto é fazer parcerias com os influenciadores que atuam no mesmo nicho do seu negócio. O apelo que muitos deles possuem diante do público certo incentiva o consumo.

Reciprocidade

Olha o exemplo da Netflix. Depois que o consumidor usufruiu um mês gratuito do serviço, dificilmente ele vai abandoná-lo. Assim é como funciona o gatilho da reciprocidade.

A utilização de brindes, agrados e cupons de desconto no pós-atendimento também é uma forma de ativar esse gatilho. Desse modo, o empreendedor estabelece um elo recíproco de confiança com o seu público de consumidores.

Conclusão

Não é à toa que durante as estratégias de marketing são estabelecidas as personas. Elas sintetizam um perfil básico de quem é e como pensa o seu público prioritário.

Portanto, para ajudar você a se aproximar da melhor maneira da sua persona, a Psicologia aparece trazendo as ferramentas que você precisa.

Imagem de capa: Pexels

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.