Tipos e formas de dependência ou vício psicológico, infelizmente, com o desenvolvimento do progresso e a emergência de novas diversões, só aparecem e se desenvolvem nestas novas áreas. O jogo, que existe há vários séculos, com o advento e desenvolvimento da Internet em poucas décadas espalhou-se activamente pela rede mundial, um desenvolvimento especial na esfera do jogo online recebeu na última década com o aparecimento de um número muito grande de casinos online (por exemplo, poucas pessoas não estão familiarizadas com o nome casino melhor), bem como aplicações móveis que tornam o processo de jogo disponível às pessoas 24 horas por dia, 7 dias por semana, praticamente em qualquer lugar onde exista Internet.

Sinais de dependência do jogo e formas de lhe resistir

Os psicólogos distinguem o vício do jogo, principalmente o vício do jogo, entre as desordens e as doenças que lhe são próximas. Numerosos casinos online, slot machines com publicidade brilhante e colorida de uma maneira de ganhar facilmente grandes somas por alguns jogos ou apostas podem influenciar fortemente o chamado tipo de personalidade viciada. Este conceito é bastante amplo e não encontra lugar na classificação médica oficial das perturbações.

Por exemplo, uma pessoa tem certos problemas psicológicos e/ou financeiros, inclusive desde a infância, e pode haver um grande número desses problemas, incluindo um nível de vida inferior à média, falta de atenção por parte de familiares e amigos, e problemas e preocupações pessoais. Tudo isto faz com que uma pessoa procure cada vez mais emoções positivas e formas de as obter, e a forma de as obter, neste caso, é de importância secundária. Isto pode levar a vícios de vários tipos: a outra pessoa (quando uma pessoa não é auto-suficiente e procura a felicidade apenas numa relação com outra pessoa), a várias substâncias (toxicodependência e alcoolismo, que nas suas fases iniciais realmente “dão” emoções “positivas” a um viciado) e ao vício do jogo (quando a excitação, a a adrenalina, a euforia na expectativa de ganhar capturam a pessoa de tal forma que com o tempo ela perde a capacidade de parar no tempo, gastando quantidades cada vez maiores e perdendo o controlo sobre a realidade).

Os psicólogos advertem que um vício pode transformar-se num vício muito rapidamente, o que pode conduzir mais tarde a problemas materiais e psicofisiológicos. O principal factor perigoso no desenvolvimento do vício do jogo é a extrema disponibilidade de actividades de lazer como os jogos em linha e os casinos em linha. Afinal, todos têm acesso à Internet, a um smartphone, tablet ou PC e a um cartão bancário.

O mais importante a lembrar quando se vai à Internet para tentar a sorte, tentar a sorte e apenas alegrar os tempos livres é que não é sorte real e milhões não vão acabar na sua conta bancária tão rapidamente como todos gostariam que acontecesse. Pense em quantos locais e tipos de casinos existem, e muitos deles já existem há bastante tempo. Há uma razão para isso. O meio da sua existência é apenas o dinheiro das pessoas que perdem todos os dias, tentando alegrar os seus tempos livres, porque parece tão discreto e interessante carregar nos botões do ecrã e esperar por melhor sorte e melhor sorte.

Tem de largar a ideia de que mais cedo ou mais tarde irá ganhar e nunca poderá, por exemplo, trabalhar. Basta largar esta imagem de vida, porque a verdade é que o dinheiro não pode substituir os sentimentos e a amizade, e a alegria de cada um deriva principalmente das actividades profissionais e dos passatempos, da comunicação com os entes queridos.

Ludomania: Jogo ou vida

Se jogar em casinos online, tem pequenos ganhos e não encontra nada de errado com tal passatempo, tente estabelecer um limite semanal ou mensal para gastar dinheiro em jogo e não se convença a exceder em pelo menos 5 euros numa tentativa de fazer outra aposta, jogar o jogo e de repente ganhar uma fortuna, recuperando as suas despesas anteriores. Se ganhar, não aposte tudo outra vez, não gaste tudo em jogos tempo após tempo – este processo será interminável, e ainda se encontrará num pequeno, mas ainda em défice.

Lembre-se que o vício ou dependência é uma doença mental que pode, infelizmente, desenvolver-se muito rapidamente e progredir sem que dê por isso, especialmente se passar muito tempo sozinho e tentar alegrar os seus tempos livres. Telefone a um amigo, conte pelo menos a alguém sobre os seus jogos e sucessos, se de repente ouvir uma opinião crítica – não se ofenda com a pessoa, porque ela está preocupada consigo. Nunca jogue a crédito ou contraia cada vez mais empréstimos em nome da sorte fantasma!

Photo by Kalen Emsley on Unsplash

RECOMENDAMOS






Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.