Segundo matéria publicada na no site Ciclo Vivo, as crianças que crescem em ambientes mais verdes têm até 55% menos risco de desenvolver vários transtornos mentais no futuro. A conclusão é de um novo estudo da Universidade de Aarhus, Dinamarca, que enfatiza a necessidade de projetar cidades verdes e saudáveis ​​para o futuro.

Em matéria anterior, aqui na CONTI outra, já noticiamos que São Paulo é uma das cidades com maior número de transtornos mentais do mundo e é fato que cada vez mais pessoas vivem em grandes centros urbanos indicando afinidade nos resultados com a afirmação anterior.
O site Ciclo Vivo, continua sua matéria descrevendo os resultados de uma pesquisa da Universidade de Aarhus em que, reunindo dados de satélites no período de 1985 a 2013,
mapeou a presença de espaços verdes em torno dos lares de infância de quase um milhão de dinamarqueses e, subsequentemente, compararam esses dados com o risco de desenvolver transtornos mentais diferentes mais tarde.

O resultado do estudo, publicado na revista American Journal PNAS, mostrou que crianças cercadas por grandes quantidades de espaços verdes na infância têm um risco até 55% menor de desenvolver um transtorno mental – mesmo após o ajuste para outros fatores de risco conhecidos, como status socioeconômico, urbanização e história familiar de transtornos mentais.

Os dados acima, vão também ao encontro de uma outra matéria também já publicada na CONTI outra, que afirma que passar quatro dias na natureza sem tecnologias aumenta a criatividade em 50%

“Um documento divulgado pela Children & Nature Network em 2009 mostra pesquisas do mundo que revelam dados como a diminuição do tempo que as crianças brincam fora de casa e o aumento do tempo dedicado às mídias eletrônicas. Dentre os estudos, um aponta o Brasil entre os três países cujas as crianças exploram a natureza com menos frequência.

O documento também traz os benefícios das experiências com a natureza em que as crianças têm a oportunidade de serem livres e brincarem com materiais não estruturados. As crianças desenvolvem-se psicológica, cognitiva e criativamente, além de serem espertas, resolverem problemas com facilidade, são mais cooperativas, felizes e saudáveis.” (fonte Catraquinha)

Mas, retomando a pesquisa da Universidade de Aarhus,na Dinamarca, as conclusões publicadas dizem que:“o risco de desenvolver um transtorno mental diminui gradativamente quanto mais tempo você estiver cercado por espaços verdes desde o nascimento até os 10 anos de idade. O espaço verde durante toda a infância é extremamente importante”, explica Kristine.

Depois de todas essas afirmações, não seria o momento de repensar a sua rotina, local de morada e futuro?

Fica a dica!

***

Com informações de Ciclo Vivo, Spressosp, Catraquinha

Todas as imagens: Pexels

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.