Drew Barrymore está solteira desde 2016, quando se divorciou de William Kopelman (pai de suas duas filhas) e, aparentemente, sua vida como mãe solteira não tem sido fácil. Em entrevista para a CBS Mornings, a atriz se abriu pela primeira vez sobre como ela passou por isso.

No programa, Barrymore afirmou que foi um processo bastante “doloroso” e que a afetou mais do que ela mesma tinha noção. Mas ele conseguiu avançar graças as suas razões de viver: “Eu tinha duas filhas pequenas para criar e precisava de ajuda, então comecei a procurar outras pessoas e fazer mudanças radicais em minha vida.”

Essa transformação de várias partes de sua vida a ajudou profundamente. No entanto, ela ainda não conseguiu sair com um homem novamente em um plano romântico, pois não saberia como fazê-lo com suas filhas.

“Você sabe? Não sei o que fazer com minhas filhas. Tenho duas filhas e sinto que não quero trazer outras pessoas para casa. Acho que eu levaria muito tempo para conhecer alguém completamente antes de poder apresentá-lo às minhas filhas , disse ela.

Twitter @DrewBarrymore

“Não sei namorar como mãe”, acrescentou a atriz, lembrando que quando estava pronta para isso, havia um grande impedimento. “Cada pessoa passa por um processo diferente. Levei quatro anos para dar um passo à frente, mas aí veio a pandemia”, disse.

Por outro lado, seu ex-marido conseguiu entrar novamente em um novo relacionamento e se casou em 2021 com Alexandra Michler, diretora de desenvolvimento de moda da revista Vogue.

gtres

“O pai das minhas filhas casou-se com a mulher mais maravilhosa do mundo. Meus filhos têm uma madrasta extraordinária. Tenho falado que ser solteira é uma escolha minha, sabe ‘não estou pronta, quero esperar’”, mencionou.

Nesse momento da entrevista Drew começou a chorar. “Eu não tinha percebido- e disse isso em voz alta- que não sei como namorar alguém ao mesmo tempo em que tenho minhas filhas”, admitiu depois de ouvir a si mesma. Mas, felizmente, ela recebeu apoio de seu entrevistador, Bobby Perk.

YouTube @CBS Manhãs

“Acho que falar em voz alta é o primeiro passo para aprender como é namorar alguém sendo mãe. Você pensa nisso e se preocupa com essas coisas porque você é uma mãe incrível, não se questione de jeito nenhum”, disse .

Barrymore apreciou a contenção que Perk lhe deu e terminou dizendo que não vai mais se casar, embora gostaria de encontrar aquele ser ideal que não está interessado em casamento ou filhos: “Talvez eu morasse com alguém novamente, mas já tive crianças e não tem jeito. Eu nunca, nunca, nunca, nunca vou me casar.”


***

Traduzido e adaptado de UPSOCL

RECOMENDAMOS






Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.