Por Ana Beatriz Rosa

No Brasil, mais de 73 milhões de pessoas têm dificuldades para dormir e outras 11 milhões só conseguem adormecer com ajuda de medicamentos. O levantamento feito pela Associação Brasileira de Sono em 2017 revelou que, cada vez mais, os brasileiros precisam lidar com uma companhia incômoda: A insônia.

As causas são diversas e muitas vezes estão relacionadas as situações de estresse e um estilo de vida pouco saudável. Estimulantes como café e bebidas energéticas, despertadores e luzes do celular, por exemplo, interferem no nosso ciclo circadiano, também conhecido como nosso ciclo natural de sono e de alerta.

E é por isso que a privação do sono está se tornando cada vez mais comum. De acordo com a National Sleep Foundation, dos Estados Unidos, a quantidade de sono necessária é individual e depende da idade da pessoa, mas, como regra geral, o período de sono deveria durar pelo menos oito horas.

Porém, alguns detalhes básicos na rotina podem realmente transformar a forma como nós dormimos. De acordo com o médico Andrew Weil, que pesquisa saúde holística em Harvard, um sono melhor está diretamente ligado a sua capacidade de inspirar e expirar. Simples assim.

“Respirar de forma correta influencia a fisiologia e os processos do nosso cérebro, inclusive nosso humor. Ao concentrar sua atenção na sua respiração, você entra em um processo de relaxamento intenso”, argumenta o médico em entrevista a revista americana Medical Daily.

Para ter um sono mais tranquilo, Andrew Weil sugere um método de respiração baseado em uma antiga prática indiana, o pranayma, que significa “regular a respiração”. A técnica é considerada eficiente porque incentiva a rápida reciclagem de dióxido de carbono do nosso organismo e colabora com o equilíbrio do pH do corpo.

Aprenda o exercício de respiração que ajuda a controlar a ansiedade.

1. Exale o ar completamente através de sua boca, fazendo o som de um suspiro.

2. Feche sua boca e inspire silenciosamente pelo nariz e conte até quatro.

3. Segure a respiração e conte mentalmente até sete.

4. Exale completamente o ar pela sua boca fazendo o som de um suspiro e conte até oito.

5. Esse movimento compõe o ciclo de uma respiração. Agora inspire novamente e repita o ciclo mais três vezes.

De acordo com Weil, a parte mais importante deste processo é conseguir segurar a respiração por sete segundos. Isso permitirá que o oxigênio preencha seus pulmões e, em seguida, circule por todo o corpo. É isso que produz o efeito relaxante.

Que tal testar?

Imagem de capa: Shutterstock/fizkes

TEXTO ORIGINAL DE BRASILPOST

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS