Muitos de nós entendem a enorme distância que existe entre ouvir um eu te amo, um eu te quero e um eu estou aqui por você para realmente sentir que essas palavras têm significado.

Algumas pessoas limitam-se apenas a verbalizar suas intenções, mas na verdade não fazem nada para ir além de suas palavras, enquanto outras, sem dizer algo que podemos ouvir, podem perceber seus verdadeiros sentimentos através de suas ações.

Mesmo aqueles que não apenas não apoiam suas palavras com ações, mas são totalmente incoerentes, adoçam os ouvidos com promessas, com intenções, com o que eles dizem que sentem, enquanto amarguram nossa alma com ações que estão longe daquilo que podemos ouvir.

Obviamente, é muito enriquecedor ouvir palavras bonitas, planos dos quais fazemos parte, promessas de amor, mas se essas palavras não passarem para o segundo nível, elas não fazem qualquer sentido. No começo eles vão se iludir e preparar o terreno para a semeadura, mas quando não há apoio, quando não há ações derivadas dessas palavras e com o passar do tempo, a credibilidade diminuirá, a palavra deixará de ser ouvida …

Mesmo naqueles que têm mais fé e repetidamente caíram na tentação de acreditar e esperar, chegará um momento em que a inocência e a paciência se esgotarão e, junto com a decepção, chegará a distância.

Aprenda a enxergar além do óbvio, além dos nossos cinco sentidos, o poder da intuição, que é o mais útil de todos, requer, no entanto, que nosso treinamento faça uso dele. Quando nos calamos e cedemos à voz que vem de dentro, podemos receber a orientação de que podemos precisar acreditar ou não naqueles que falam maravilhosamente conosco, sem esperar pelos fatos, sem esperar por demonstrações, podemos simplesmente confiar em nosso instinto e ficar onde nos convém ser.

Nós valorizamos aqueles que cuidam de suas palavras e nada sai de sua boca que eles não têm intenções ou capacidades para sustentar. Valorizamos aqueles que, sem dizer nada, nos contam tudo através de suas ações, que nos fazem sentir amados, respeitados, que nos fazem sentir uma parte importante de suas vidas, sem o protocolo verbal que muitas vezes só pretende ganhar tempo, para acalmar a nossa sede de afeto, mas sem reais intenções para encher o copo de água.

E se é sobre nós, vamos sempre tentar ser coerentes, se vamos falar sobre o que precede o que vamos fazer e se decidirmos, devemos lembrar que uma ação diz mais do que mil palavras.

Fonte indicada: Rincón del Tibet, Sara Espejo

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.