A família Prates começou o sonho da formação superior, toda de uma fez só. O casal Reginara e Luis Carlos, junto com a filha Victorya, ingressaram em cursos da aréa da Saúde. Para eles, o apoio mútuo foi fundamental na hora de retomar os estudos. A grande motivadora da ideia sempre foi a mãe. Aos 54 anos, Reginara já tinha abandonado os próprios sonhos para dar voz e vez aos da filha.

Luis Carlos, com 57 anos, também já se sentia acomodado nos estudos, porém matriculou-se no ENCEJA e fez o ENEM. Os pais resolveram pelo exemplo incentivar a filha, de 22 anos, a continuar a sua formação educacional.

“Tudo nasceu da iniciativa de ajudar a Victorya. Aos poucos, a gente foi se fortalecendo e agora vamos juntos para a universidade”, diz Luis Carlos, que vai cursar fisioterapia. A filha optou por enfermagem. Enquanto a mãe decidiu ser psicóloga.

Desde quando era criança Reginara tinha o desejo de ser psicóloga, mas nunca achou ser possível. “Quando eu era nova achava que jamais ia passar no vestibular. Eu não sabia como era, mas sempre coloquei na minha cabeça que nunca ia conseguir”, revela, com o sorriso de quem abandonou essa descrença em si mesma.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.