As crianças tendem a manifestar duas reações à volta à escola depois das férias. Ou elas ficam eufóricas e emocionadas ao reencontrar seus amigos e colegas de classe, ou ficam com medo do primeiro dia de aula.

Infelizmente, nem toda criança consegue se conectar aos colegas com tanta facilidade. Alguns pequenos são alvo de agressões na escola, fazendo com que o retorno à sala de aula seja bem menos divertido. E foi justamente isso que inspirou a missão de volta às aulas do fofíssimo Blake Rajahn, de seis anos de idade.

O garoto de 6 anos de idade, morador de Fayetteville, na Geórgia (EUA), já sofreu intimidação e sabe que ter alguém do seu lado pode fazer toda a diferença. Neste ano, ele estava determinado a garantir que nenhuma outra criança se sentisse sozinha na escola, a North Fayette Elementary – e sua solução criativa foi aplaudida por dezenas de centenas de pessoas.

Blake é o mais velho de quatro irmão, e como tal, também quer dar um bom exemplo aos seus irmãos mais novos. Sua mãe, Nikki, dirige um pequeno negócio chamado Unfading Adornments. Ela personaliza roupas e produtos domésticos com ditados populares ou frases à escolha do cliente. Antes de Blake voltar para a escola, Nikki se ofereceu para fazer uma camisa personalizada para seu primeiro dia de aula. E as cinco palavras que ele escolheu para estampar a camiseta tocaram o coração da mãe.

“Poderia ser qualquer coisa – uma frase em referência ao basquete, ao futebol, etc., que são seus temas favoritos”, escreveu Nikki em uma postagem no Facebook ao lado de uma foto de Blake em sua nova camisa. “Ele pensou um pouco e disse: ‘por favor, me faça uma camiseta que diga ‘eu serei seu amigo’ para que todas as crianças que precisam de um amigo saibam que podem contar comigo!’ Nunca subestime o coração do seu filho!”

O post logo viralizou e então centenas de mensagens positivas começaram a chegar. Muitos até queriam suas próprias camisas com a mensagem “Serei seu amigo”! Então Nikki começou a vender as camisetas por US $ 15 (cerca de R$60,00). Mas ela não tem a menor intenção de ficar com todo o lucro da venda das camisetas. Na verdade, a mãe está doando uma parte dos lucros para a instituição de caridade da igreja local, o Real Life Center (Centro da vida real, em tradução livre), que oferece uma variedade de serviços para pessoas necessitadas.

Quanto a Blake? Ele não poderia estar mais feliz com a resposta à sua iniciativa. Quando Nikki lhe disse que estava vendendo camisetas com a mensagem impressa nelas, ele disse : “Que bom! Agora mais e mais pessoas terão mais e mais amigos!”

O primeiro dia de escola do menino aconteceu no último dia 31 de julho, e temos certeza de que ele já fez muitos novos amigos para brincar. Quem não gostaria de ter um amigo como Blake?

***

Redação CONTI outra. Com informações de inspiremore

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.