Texto do site Eres Mamá

Nunca saia de casa sem se despedir do seu filho. Nunca atravesse a porta pensando que não se despedir é o melhor para a criança. Você não sabe o quão errado você pode estar, mas talvez não esteja consciente das consequências que essa decisão errônea implica.

Sem dúvida, sair de casa é um dos momentos mais difíceis que você tem que enfrentar todos os dias. Não importa se o objetivo é fazer as compras, ir à faculdade estudar, trabalhar ou participar de uma reunião. Aquele momento em que você deve se separar do seu filho pequenino dói muito.

No entanto, um dos maiores erros que os pais– e às vezes avós – costumam cometer é não dizer adeus. Isso marca a criança, não apenas no momento, mas a longo prazo. Bem, isso traz uma ferida emocional mais profunda do que você imagina.

Então, crie forças e faça o melhor para ambos em cada saída de casa. Diga adeus ao seu filho ou filha, não importa o quão difícil seja. Não importa o quanto ele chore. Porque a única coisa que varia é o fato da criança te ver, já que ela sofrerá o mesmo, ou até mais, devido à sua partida momentânea.

A importância de dizer adeus ao seu filho

Quando você sai de casa sem se despedir do seu filho, infelizmente não evita a dor dele. Suas lágrimas também não serão evitadas. Ele simplesmente deixará de vê-lo e se sentirá desprotegido e confuso, o resultado é que o coraçãozinho dele doerá em dobro. Como você pode ver, não é uma boa medida para tomar.

Por outro lado, você deve considerar outro detalhe de grande importância. Quando o pequeno sabe que você está saindo, o choro é triste. Por outro lado, quando a criança não entende o que aconteceu com seu mundo, ele chora de desespero e angústia. Claramente, duas sensações mais complexas para gerenciar e curar.

Por Fotocrisis/shutterstock

Outra razão pela qual é bom para você dizer adeus ao seu filho tem a ver com ganhar sua confiança . Se você desaparecer de repente sem explicação, você gera desconfiança. A criança pode perceber você como uma pessoa que não pode ser confiável.

Esqueça a técnica de distração e a subsequente arte da magia. Os especialistas insistem que é um método contraproducente. Certamente esta técnica gera uma grande confusão nos menores. Portanto, eles começarão a bombardear com perguntas, sem saber ao certo se a mãe retornará ou não.

Lembre-se que para as criaturas, a separação de sua mãe não é um problema menor. Você é o mundo dele, sua pessoa favorita, tudo dele. Trazer um caos a esse universo poderá trazer um grande trauma à criança.

Como você pode dizer adeus ao seu filho da melhor maneira?

Aproxime-se da criança e cumprimente-a com um beijo e um abraço. Mantendo um sorriso despreocupado, explique que a mamãe estará fora por um tempo e reforça sua segurança apontando que você retornará . Sejamos sinceros, a verdade é que você não será capaz de evitar o choro dele, porque é normal e esperado que a criança mostre seus sentimentos.

É claro que esse ritual de despedida deve ser sereno e não precisa ser longo. Deseje um ótimo dia, convide-o para se divertir. Deixe de lado o “Vou sentir sua falta” – que ambos irão experimentar – e todos os tipos de lamentos que apenas complicam essa transição.

Por smikeymikey1/shutterstock

Se a criança ficar muito mal, não volte porque toda vez que você voltar será pior. Simplesmente transmita calma dizendo que você ligará. Claro, se você fizer essa promessa, você não deve quebrar por nada no mundo. Ligue para ele toda vez que tiver tempo livre para dizer o quanto você o ama.

Desta forma, você não impedirá a criança de sentir sua falta, mas ela não se sentirá inseguro, angustiada e irritada. Com este simples ritual de despedida, a criança começará a assimilar-se como algo temporário e que você vai voltar depois de um tempo. Dizer adeus ao seu filho é importante, porque o ajuda a assimilar o processo de separação com você.

Faça o melhor caminho para você. Reduza o sofrimento e o desespero do seu filho. Reduza sua angústia sabendo que você está funcionando corretamente. Assim agindo, você sai de casa com uma cabeça calma, já que não apelou para estratégias para enganar o seu pequeno.

Tradução e adaptação: Revista Pazes

Imagem de capa:  Radharani/shutterstock

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.