Esta é uma história antiga que tem inúmeras versões e foi contada de geração em geração. É uma boa história para pensar. Ela acontece num lugar remoto da selva, onde vivia um jovem e lindo elefante que já estava com idade para se casar.

No entanto, ele ainda não havia encontrado uma elefanta que roubasse seu coração. Porém, numa tarde qualquer, viu de longe um grupo de elefantes que se aproximava de onde ele estava com a sua família. Dentro do grupo havia uma bela elefanta pela qual se apaixonou.

Os grupos se uniram e o elefante começou a caminhar junto dela. Começaram a conversar e logo perceberam que tinham muito em comum. Assim, com o passar dos dias, ambos se apaixonaram perdidamente. Em poucos meses disseram aos demais que tinham tomado a decisão de se casar.

“Nunca se desespere, mesmo estando nas mais sombrias aflições, pois das nuvens escuras cai água limpa e fértil”.
– Miguel de Unamuno –

Um casamento sonhado

De acordo com o que esta história conta, os dois grupos de elefantes ficaram muito felizes. Isso porque fazia tempo que não celebravam um casamento e os apaixonados formavam um lindo casal.

Dessa forma, algumas das elefantas mais velhas se juntaram para garantir que os noivos tivessem um lindo enxoval de casamento. Outras se dispuseram a planejar o menu para o evento do ano.

Os elefantes machos, por sua vez, não demoraram para se dispor a construir um grande salão. Ali seria feito o casamento e a festa. Todos assistiriam e seria um evento inesquecível. Todos os elefantes esperavam ansiosamente com alegria e ânimo pela festa.

Em um piscar de olhos, o dia do casamento começou a se aproximar. O elefante apaixonado encomendou as alianças com um amigo seu, que por sinal era um excelente joalheiro. O anel de casamento foi feito pacientemente e ficou lindo.

Um anel e uma história para pensar

Faltava só um dia para o casamento quando o elefante apaixonado recebeu a notícia de que as alianças estavam prontas. Ele logo correu para a joalheria para buscá-las com seu amigo. A curiosidade o invadia. Esperava que tudo tivesse ficado perfeito.

A história conta que, quando o elefante apaixonado viu as alianças, ficou extasiado. Parabenizou o amigo pela excelente obra de arte. Contente, carregou os anéis em sua tromba e começou a voltar para casa. Agora faltava apenas o traje para a cerimônia. Pensava nisso quando estava passando perto do rio.

De tão distraído que estava, não prestou atenção em uma enorme pedra que havia no caminho. Sem perceber, tropeçou e caiu dentro do rio. Isso aconteceu tão de repente que o elefante apaixonado só pensou em se salvar. E conseguiu. Entretanto, olhou para a sua tromba e percebeu que tinha perdido um dos anéis do casamento.

Uma perda e uma descoberta

O elefante apaixonado caiu em desespero. Começou a correr pela margem do rio em busca do anel perdido. Procurou em todos os cantos, mas era inútil. Era muito difícil encontrar um objeto tão pequeno. Quanto mais explorava o rio, mas perdida a jóia parecia estar e mais desespero surgia no semblante do elefante.

Uma coruja, curiosa, observava parte da cena. “Acalme-se!”, disse ao elefante. Mas a história conta que a ansiedade do elefante aumentou depois de ouvir a coruja. Pensou que ela não entendia a sua situação.

O casamento ia acontecer em um dia e não havia tempo para fazer um novo anel. O que a noiva pensaria? O que os convidados pensariam? Era isso que passava pela cabeça do elefante apaixonado enquanto continuava revirando o rio.

Então, a coruja disse: “Escute-me: fique quieto. Tudo será resolvido. Eu sei do que estou falando“. O elefante apaixonado se lembrou de que a coruja era famosa pela sua sabedoria, então decidiu obedecê-la.

Ficou completamente quieto por alguns minutos. Logo, as águas do rio se acalmaram, os sedimentos se assentaram e a água calma deixou que a luz alcançasse o fundo. Então, o elefante pôde ver o anel e o resgatou.

Desse modo, o jovem elefante aprendeu uma grande lição. Seu desespero havia gerado confusão na corrente da água, impedindo-o de ver o anel. Agradeceu à coruja pelo ensinamento e voltou para casa com muita vontade de aproveitar aquele dia. Como legado, nos deixou uma bela história para pensar.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.