Se você estiver pronto para comprar um carro, com certeza já esteve procurando diversos modelos e marcas e já fez pesquisas de veículos seminovos SP ou na região onde você morar. No entanto, você sabe o que significa a condução subconsciente? Não é distração ao volante, e isso já foi demostrado em pesquisas científicas.

Quando as pessoas começam a procurar carros seminovos SP, por exemplo, estão com a atenção direcionada ao veículo que pretendem comprar, ao modelo, aos acessórios, ao preço, principalmente. No entanto, é importante conhecer alguns termos como ‘condução subconsciente’, para evitar problemas futuros, quando já estiver dirigindo o carro.

Se você é motorista iniciante ou se é um expert na direção, saiba que a qualquer pessoa pode lhe acontecer estar dirigindo um veículo no modo ‘condução subconsciente’. E a primeira pergunta a fazer, para começar a entender o significado, é: Já lhe aconteceu estar dirigindo e não lembrar o que fez nos últimos minutos ao volante?

Isso é exatamente a condução subconsciente, que costuma acontecer nos trajetos que você faz rotineiramente como, por exemplo, do lar para o trabalho. Estudos científicos provam que esse lapsus de memória não quer dizer distração.

Para entender melhor, imagine a seguinte situação:

Você acorda, levanta da cama, toma um bom banho, toma o café da manhã, entra no carro, liga o motor e sai dirigindo rumo ao trabalho. Você faz isso todo santo dia, de segunda a sexta feira. São ações autônomas.

Esse exemplo mostra como todos nós temos a capacidade de fazer as nossas atividades diárias em modo automático, sempre do mesmo jeito. Se focarmos constantemente todos os nossos movimentos, todos os processos feitos ao longo do dia, o cansaço seria muito maior do que já é normalmente.

Uma das diversas coisas que a gente faz no dia a dia, durante a qual a mente consciente passa para o subconsciente, é dirigir um veículo. É claro que isso não acontece na hora de estar aprendendo a dirigir.

No entanto, quando esse processo de aprendizagem é superado, o fato de dirigir passa a ser uma ação que requer um número mínimo de processos cognitivos. Desse jeito, a ação de conduzir passa a ser feita praticamente de forma automática.

Segundo pesquisas científicas, o perfil de um motorista subconsciente é o de um homem ou de uma mulher, menor de 50 anos de idade, em um ambiente urbano, submetidos a situações de estresse, que todos os dias fazem exatamente o mesmo trajeto.

Acontece que em um percurso habitual, a visão acaba se dispersando e, desse jeito, a mente acaba procurando poupar energia. Os reflexos, no entanto, continuam sendo mantidos. Isso quer dizer que o motorista continua estando atento, mesmo não sabendo vê todos os estímulos que podem lhe causar algum risco.

Dirigir de modo subconsciente pode ser perigoso?

Dirigir desse modo é mais normal do que possa parecer. O importante é impedir que essa ação se torne uma atividade secundaria. Ou seja, é importante permanecer alerta para poder passar rapidamente de uma condução subconsciente para uma condução consciente e, desse modo, ter a capacidade de reagir.

Dirigir um carro implica estar sempre atento às diversas situações que podem acontecer, porque rodar pela cidade ou pela estrada significa que tudo pode acontecer e que justamente por isso, o motorista deve estar atento.

A condução subconsciente acontece quando uma pessoa dirige um carro por trajetos conhecidos. Por exemplo, um percurso feito dia após dia, de casa para o trabalho e vice-versa.

Também pode acontecer esse tipo de condução quando o veículo roda por caminhos monótonos, como é o caso de uma rodovia. É inevitável não acabar nesses casos em uma condução automatizada!

Para evitar essa situação, o indicado é realizar outras tarefas que atraiam a atenção dos sentidos, sem por isso cometer uma imprudência. Então, nada de utilizar o telefone celular, seja para uma ligação, uma mensagem ou para navegar na internet!

RECOMENDAMOS






Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.