Com informações da Revista Crescer

A atriz americana Sandra Bullock abordou, dentre outros, uma importante assunto em recente entrevista publicada na revista estadunidense InStyle. Ela falou sobre a importância da não utilização do adjetivo “dotivo” após o a palavra “filho”.

Assim alertou a atriz:  “Vamos apenas nos referir a essas crianças como nossos filhos. Não diga ‘meu filho adotivo’. Ninguém chama uma criança de meu ‘filho de fertilização in vitro’ ou meu ‘oh, droga, fui ao bar e fiquei grávida por acidente’. Vamos apenas dizer ‘nossos filhos.’”

Sandra ainda falou sobre o temperamento e personalidade dos filhos Lous – de 8 anos, e Laila – 6 anos, ambos adotivos. Louis foi adotado em 2010 e Laila adotada em 2015. Segundo a atriz, “O Lou é super sensível. Chamo ele de meu filho de 78 anos. Ele é sábio e gentil. Vi isso quando entregaram ele para mim. Havia uma grandeza espiritual e eu pensava, ‘espero não estragar isso’,

Sobre a filha, assevera: “E Laila simplesmente não tem medo. Ela é uma lutadora e essa é a razão pela qual ela está aqui hoje. Ela lutou para manter seu espírito intacto. Oh meu deus, o que ela vai realizar! Ela vai trazer uma mudança real”.

TEXTO ORIGINAL DE REVISTA PAZES

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.