Argumentos nos deixam girando sem fim com nossos filhos, alunos, crianças quando entramos nesse embate. Acreditem: eles vencem a batalha. Com o passar do tempo, a situação fica ainda mais complicada: as discussões ficam mais longas, os adultos mais irritados e, logo, vemos os castigos, gritos, tapas e “se você” saindo descontroladamente dos adultos, atingindo os pequenos como forma de vencer essa guerra sem fim. Afinal, a próxima batalha logo se aproximará e tudo começará outra vez.

Imagem de capa: Shutterstock/Odua Images

*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS