A foto de uma menina e um menino, com cerca de três anos de idade, andando pelo corredor de um hospital, vestido como médico e enfermeiro e de mãos dadas pode ser muito fofa e bonitinha. O problema surge quando você vai ao detalhe. Exatamente, no quadro, que foi publicado pela Medical Shots no Twitter há alguns dias, parece que a menina, vestida de rosa, tem a palavra enfermeira impressa nas costas, enquanto o menino, vestido de verde, usa a palavra médico.

Isso é algo que tem sido ofensivo para muitos internautas que enfatizaram que a imagem representa uma realidade não muito consistente com os dias atuais e enfatiza os micro-machismos que estão na mentalidade social e transformaram essa doce imagem em sexista.

A foto tem mais de quatorze mil curtidas na rede social e mais de dois mil e quinhentos comentários, entre os quais não faltam ironia, rejeição ou perplexidade dos usuários. Uma das propostas de uma delas foi escrever acima de ambas as posições, a palavra Profissional de Saúde. Esta imagem tem mais curtidas do que o post original (mais de 19.000).

Outros se voltaram para a faceta histórica da foto, descrevendo-a como algo que poderia ter acontecido nos anos cinquenta. E, outros, uma grande maioria, descreveu a imagem como: “As crianças podem ser primatas, mas as mensagens nas costas não são”. Sem dúvida, para muitos, a foto tem sido muito infeliz, numa época em que alguém deveria ser o que quer, independentemente do sexo.

TEXTO TRADUZIDO DE EL PAÍS

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.