Certamente, a coisa mais importante na vida não é o que acontece conosco, mas como reagimos. Quando sentimos força, capacidade e confiança dentro de nós, não importa o que aconteça, estaremos sempre dispostos a encarar o que é apresentado e com a melhor atitude para aproveitar todas as situações.

As pessoas que sabem se conectar com sua felicidade estão cientes de que muitas coisas podem acontecer na vida, boas ou más, e que podem manter a tranquilidade da consciência, que sua força não depende das circunstâncias, de que não precisam deixe o sol brilhar para sentir seu bem-estar interior.

Quando estamos presentes, quando realmente temos consciência do dom da vida, é mais fácil ver o lado positivo das coisas, ou deixar de ver as coisas como elas realmente são, sem mais ou menos, sem acrescentar adjetivos, sem acrescentar juízos, aceitando apenas, sem drama, tudo isso de acordo com uma experiência de vida.

Se a nossa atitude é negativa ou se não sabemos onde procurar o que precisamos e esperamos permanentemente que as condições externas sintam um estado de bem-estar e plenitude, estaremos totalmente vulneráveis ​​às mudanças na vida, positivas ou negativas, e estaremos inevitavelmente expostos ao sofrimento.

Devemos evitar a identificação com nossas emoções, com as circunstâncias, com tudo que não pertence à nossa essência real, sempre lembrando que tudo acontece, tudo muda, nada é permanente. Que bom é ficar triste por um dia chuvoso, se soubermos que o céu estará pintado de azul em algum momento e com certeza, podemos sempre ver o lado positivo dos dias chuvosos, inclusive a tempestade…

Certamente haverá dias cheios de momentos de satisfação, outros onde nos custa um pouco mais sorrir, mas não se preocupe, mesmo quando há momentos em que nos custa sermos otimistas, em que não podemos nos conectar a nós mesmos, devemos estar cientes de que nenhuma emoção é permanente, nada é de fato permanente.

Deixe-nos praticar observando e mantendo-nos presentes, tentando acalmar nossa mente sempre inquieta, que por alguma razão sempre vê uma ameaça latente, nos bons e nos maus e tenta sempre nos cobrar com energia positiva, para que sempre tenhamos motivos para sorrir e agradecer … e principalmente capacidade de notá-los.

Via Rincón del Tibet

Photo by Andre Furtado from Pexels

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.