Se em algum momento alguém o trata mal, lembre-se de que a responsabilidade não é sua. São as pessoas que estão errando, que têm “algo de ruim” em seu interior. Não é você. Nem a culpa nem a responsabilidade são suas.

Nada, absolutamente nada, justifica um ato de maus-tratos, um gesto ruim, uma palavra ruim. No entanto, infelizmente costumamos dar valor às palavras malvadas e gestos pejorativos dos outros.

Quando damos atenção a estes comportamentos, as pessoas que nos tratam mal podem se orgulhar do seu jeito de ser, acreditando inclusive que o mesmo é válido e que as suas palavras ruins são um reflexo da realidade.

No entanto, isso está muito longe da realidade, pois seus atos refletem sua escuridão e seus próprios conflitos internos.

Por que é melhor ignorar quem o trata mal?

As palavras que buscam ferir, os julgamentos, as opiniões não solicitadas e as críticas lançadas diretamente contra nós não devem receber crédito algum.

Porque não ofende aquele que quer, ofende aquele que pode. Se dermos atenção às pessoas que nos tratam mal, estaremos dando a elas a oportunidade de nos ferir, tanto agora quanto depois.

Como costumamos ouvir, “O que João diz a respeito de Pedro diz muito mais sobre João do que sobre Pedro”. Assim, antes de dar importância a aqueles “conselhos”, “opiniões” ou “críticas” que não contribuem com bondade, utilidade ou verdade, devemos pensar nas intenções da pessoa que está à nossa frente.

Este mal-estar gerado por elas não é em vão para nós, pois podemos extrair significado de tudo. Afinal, algumas pessoas chegam em nossas vidas para nos ensinar a não ser como elas.

Porque o respeito mútuo e as boas ações são valores indispensáveis para viver a vida de forma saudável, para se sentir pleno e em paz consigo mesmo. Em suas próprias ações, as pessoas que tratam as outras mal têm seu castigo.

Seja visível ou não, o negativo vive em sua mente e, portanto, não poderão conhecer a sensação de satisfação e de plenitude que as pessoas que respeitam as demais possuem.

Ser ausente e ignorar, a melhor forma de proteger nosso amor próprio

A melhor forma de se proteger de quem o trata mal é não admitir este tipo de tratamento. Os vínculos emocionais são valiosos e devemos cuidar de nós mesmos, por isso é importante ignorar e se afastar das pessoas que são nocivas para a nossa autoestima.

Se elas semeiam dúvidas, mal-estar e mentiras, não convém ficar perto destas pessoas, pois elas vão acabar nos envenenando. As pessoas que tentam nos enganar não veem, nestes momentos, nada além de seus próprios interesses. Por isso, vão continuar agindo assim se não formos capazes de pará-las.

Nesse sentido, não devemos dar importância ao que estas pessoas fazem. O que devemos fazer é prestar atenção no que podemos aprender com o que elas fizeram. Dessa forma, isso vai nos ajudar a criar oportunidades de crescimento e a trabalhar a nossa autoestima e a nossa força interior.

A traição, a frieza e a prepotência são punhais afiados que, ao serem utilizados, machucam com muita intensidade. No entanto, o mais doloroso é precisamente conhecer de verdade aquelas pessoas que nos rodearam por tanto tempo.

Você acaba descobrindo a real faceta de algumas pessoas quando elas se mostram de verdade, quando elas não precisam mais de você e refletem seus verdadeiros interesses.

Ao reconhecer que existem pessoas que nos tratam mal, podemos analisar a situação e antecipar suas reações e intenções. Portanto, nosso escudo estará formado pela capacidade de ignorar e de antecipar as palavras ou ações ruins destas pessoas.

Este processo de luto, originado pela decepção das relações, vai nos ajudar a pensar melhor em nossas prioridades e a buscar novos núcleos nos quais possamos depositar nossa confiança. Uma tarefa que não é fácil, mas que, sem dúvida, é necessária.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO PSICOLOGIAS DO BRASIL
Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.