“Cry closet” (armário do choro, em português). Assim, a Universidade de Utah (UUtah), nos Estados Unidos, batizou o lugar que reservou para que os alunos aliviem o “estresse” das provas finais na Biblioteca J. Willard Marriott. O ano letivo no Hemisfério Norte termina neste mês.

Equipado com bichos de pelúcia, o “armário do choro” foi instalado nos principais prédios da UUtah, no fim de abril. A fama internacional veio após o post de uma aluna, nas redes sociais Jackie Larsen, de 20 anos, que está no terceiro ano na universidade, contou, ao Buzzfeed, que ficou surpresa com o “armário do choro” e por isso resolveu publicá-lo no Twitter, com uma série de imagens.

Em uma delas, está explícito o objetivo do lugar: “oferecer um local para estudantes que estão se preparando para os exames finais fazerem um intervalo de dez minutos”. O porta-voz da UUtah revelou que o “armário” é uma criação de Nemo Miller, que cursa Belas Artes. “A instalação está disponível para todos os alunos e tem provocado debate sobre a importância de expressar emoções, particularmente de maneira pública”, defendeu.

TEXTO ORIGINAL DE NOTÍCIAS AO MINUTO

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.