O Brasil tem mais de 20 milhões de pessoas com idade acima de 60 anos, segundo dados do IBGE. E dizem que até 2055 teremos mais idosos do que jovens de até 29 anos. É importante também lembrarmos aqui que a Psicologia chega no Brasil apenas nos anos 60. E torna-se popularizada, já pelos anos 2000. Ou seja, essas pessoas com mais de 60 anos hoje, em sua boa parte, passaram anos sem terem conhecimento sobre transtornos psicológicos.

Muitos idosos não sabem nem o que é Depressão. Pensam que seja coisa de “louco”, de gente fraca de espírito, mas não conseguem entender a depressão pois não estão familiarizados com essa dimensão da saúde.

A importância de conversar sobre saúde mental com idosos

Por isso, o relato da psiquiatra Helena Moura é interessante. Ela afirma que muitos idosos andam de médico em médico, se queixando de uma dor que nunca é diagnosticada. Como não conseguem entender a dimensão psicológica do adoecimento, muitas vezes teremos senhoras e senhores de idade avançada achando que a tristeza permanente é fruto de uma doença estritamente física e misteriosa.

Segundo a psiquiatra, o que mais leva o idoso a depressão é o aspecto social, as delimitações de convivência que o avanço da idade pode trazer. Então, é importantíssimo que conversemos sobre essas “dores” que o idoso não sabe de onde vem.

Esclarecer que outros profissionais podem ajudá-lo, levar informação sobre saúde mental, é uma auxílio enorme para a melhor qualidade de vida da pessoa idosa.

Um pouco mais sobre a Difícil tarefa de sermos pais dos nossos pais você pode ler clicando aqui.

Imagem de capa: Shutterstock, mrmohock

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS


Psicologias do Brasil
Informações e dicas sobre Psicologia nos seus vários campos de atuação.

COMENTÁRIOS