Expectativas: cuidando delas

Expectativa é um sentimento que todo ser humano experimenta. Cada novo dia traz consigo a esperança da realização de algo novo, de superarmos uma limitação, de alcançarmos aquele objetivo pelo qual estamos nos empenhando, ou mesmo de um bom e belo dia de descanso. Ter expectativa é importante, na medida em que ela nos mobiliza para as nossas realizações, e nos impulsiona para frente, para o futuro.

O problema acontece quando criamos expectativa demais e ela se afasta da realidade, e começamos a esperar por algo que não tem possibilidade de acontecer.

Como isso acontece? Estamos o tempo todo tentando prever os acontecimentos da vida, e assim vamos criando uma grande expectativa, quase sempre irreal sobre uma determinada coisa, e quando ela acontece, pode não ser como imaginamos ou previmos. Daí que o sentimento de decepção e frustração vem à tona e nos abate, com um alto grau de ansiedade e depressão e ainda como consequência, uma autoimagem negativa, porque passamos a enxergar apenas nossas limitações, e alimentar o pensamento de que não somos tão eficientes e adequados quanto precisamos ser. O fato é que não somos bons em prever o futuro, e não existe uma bola de cristal que nos permita ver antecipadamente os acontecimentos da nossa vida.

Enquanto estamos ocupados, e preocupados, em antecipar nosso futuro, vamos experimentando uma sensação de felicidade idealizada pela expectativa que criamos. A cobrança vem de todos os lados, especialmente de nós próprios. Facilmente distorcemos a realidade e queremos transformar e mudar as pessoas para que se enquadrem dentro dos nossos sonhos. Assim, passamos os dias preocupados em atender às demandas das expectativas que criamos, e deixamos de percorrer nosso caminho com leveza e tranquilidade, e de perceber o novo, a possibilidade que sempre está presente.

Mas viver sem expectativa nenhuma nos torna desinteressados e apáticos. Não devemos deixar de desejar e sonhar, e de lutar para que os alcançemos, mas devemos adequar nossos desejos à realidade, lembrando sempre que nem tudo acontece da maneira como queremos ou desejamos. Assim, é preciso aprender a lidar com o dia a dia tal como ele se nos apresenta, realisticamente, sem exageros para mais, ou para menos. Aprender a administrar as expectativas que temos diante da vida, é a melhor maneira de lidar com as frustrações que inevitavelmente surgem no nosso caminho.

(Psicóloga Eliana Bess d’Alcantara)

Compartilhar
Eliana Bess d'Alcantara
Psicóloga clínica, CRP 05/33535, especialista em Psicologia Fenomenológica Existencial. Trabalha também num CRAS - Centro de Referência da Assistência Social - que é uma unidade pública que integra os serviços do SUAS – Sistema Único de Assistência Social – cuja finalidade é organizar, coordenar e executar os serviços de proteção social básica da política de assistência. Gosta muito de música, poesia, literatura, e psicologia.



COMENTÁRIOS