Saber elogiar é tão importante quanto receber um elogio

Por Edson De Paula

Elogiar é saber dar uma resposta para um determinado comportamento positivo, uma maneira assertiva de reforçar as qualidades que as pessoas possuem. Este reforço quando formulado da maneira correta possibilita a continuidade de um bom comportamento, porque ele é encarado como uma recompensa, um reconhecimento.

Quando uma empresa valoriza a transparência nas relações interpessoais e não inibe manifestações construtivas do seu casting de colaboradores, a tendência é um aumento do elo de confiança recíproca  entre estes profissionais e uma melhoria expressiva do clima organizacional.

Quando existe reciprocidade e confiança para dar e receber feedbacks, as pessoas falam de uma maneira assertiva aquilo que sentem e, desta forma, se constrói um clima de confiança mútua.

No ambiente de trabalho esse tipo de atitude – o ato de saber elogiar – precisa ser iniciado pelo alto escalão diretivo e, a partir do exemplo desta liderança, as pessoas vão se contagiando e tomando isso como modelo de referência para o seu comportamento.

Com o tempo, este comportamento passa a ser inserido na cultura organizacional da empresa e, consequentemente, as relações são mais positivas e as decisões, participativas. Essa relação recíproca, de elogiar e ser elogiado, é uma questão de maturidade emocional e isso vale tanto para as relações pessoais quanto para as profissionais.

O ato de elogiar alguém auxilia o reforço de uma relação, não só para aquele que elogia, mas também para aqueles que ouvem o elogio.

Todo elogio deve conter em si a apreciação pelos esforços e contribuições dos seus liderados, promovendo o reconhecimento real e sincero, auxiliando a moldar futuras expectativas daqueles que trabalham no ambiente para também obterem este merecimento.

Cabe ressaltar aqui que um elogio deve ser feito de forma autêntica e transmitido com muito cuidado pelo líder, pois todos nós percebemos quando um elogio é dado de forma artificial, quando soa falso.

O elogio, portanto, deve ser sincero e real, não basta para um líder apenas dizer ao seu liderado “Obrigado!”, “Excelente trabalho”, “Estamos juntos!”, é preciso saber elogiar com gratidão e reconhecimento.

Um elogio deve aproximar e jamais distanciar, o bom líder precisa tomar cuidado para não exagerar na dose de como elogiar um liderado, pois poderá constranger aquele que está recebendo o elogio diante dos demais.

O elogio pode também ser dado de maneira particular ou pública, isso não importa, o que importa é a intenção do ato de elogiar. De preferência, faça o elogio público, pois é uma maneira de estender o aprendizado do elogio a todos que estão ouvindo.

Inicialmente, é preciso começar agradecendo, então agradeça dizendo o nome do colaborador e, em seguida, especifique o motivo deste reconhecimento, descrevendo o que e como foi feito para se merecer o elogio, isso reforça o aprendizado para os demais integrantes da equipe e serve como um modelo, um parâmetro a ser seguido.

Seja honesto ao dar o elogio, o seu liderado deve saber exatamento o porquê você aprecia e reconhece seu trabalho, também é importante que o líder diga o que realmente sentiu pelo ato, tarefa ou comportamento que está elogiando, dizer que se sentiu honrado, que respeita e valoriza esta conduta dentro da equipe.

Não há prazos para se elogiar, elogie sempre que houver um bom motivo, pois o ato de elogiar não custa nada: é um pequeno esforço com um resultado enorme. Lembre-se: saber elogiar é fazer a pessoa que está recebendo o elogio se imaginar diante de um espelho olhando para si com admiração e apreço.

Conheça todo o meu trabalho em

Fb.com/institutoedsondepaula

www.institutoedsondepaula.com.br

www.edsondepaula.com.br

Se quiser falar com minha equipe em meu escritório ligue para 19 3444 3767.

Eu te desejo Sucesso! Excelência!

Edson De Paula -Master Coach, Palestrante e Escritor

Compartilhar
Edson De Paula
Formado em Comunicação Social, MBA em Marketing Estratégico e pós-graduado em Psicologia Organizacional e Transpessoal, Edson De Paula possui em seu currículo uma vasta experiência em treinamentos corporativos, sendo um especialista em Coaching Comportamental, Comunicação e Liderança.Como Palestrante e Treinador Comportamental tem sido presença marcante em eventos para líderes e equipes de empresas nacionais e multinacionais como Grupo Pão de Açúcar, Ajinomoto, Bosch, Vale, Café do Ponto, Thomson Reuters, Camargo Corrêa, Wizard, Nike, Odebrecht, Rede Globo, Massey Ferguson, Vivo, entre outras.​



COMENTÁRIOS