Uma das regiões mais aferatadas pelo coronavírus na Itália no início da andemia foi  a Lombardia, onde mais de 97.000 óbitos foram registrados. O número de pacientes que chegavam diariamente aos hospitais eram impressionantes.

Tanto que os enfermeiros e enfer,eiras tiveram que deixar sangue, suor e lágrimas para salvar o maior número de vidas.

Paolo Miranda é um enfermeiro e fotógrafo italiano que decidiu mostrar como era o dia-a-dia na linha de frente contra o coronavírus no hospital de Cremona, no norte da Itália.

Ele começou publicando um autorretrato em um elevador, e mostra o excesso de trabalho que os profissionais de saúde exeperimentavam.

“Não somos heróis, somos profissionais e, acima de tudo, seres humanos. O medo do contágio também é forte entre nós, profissionais da saúde.”, disse Paolo no Instagram.

E é verdade, porque uma das imagens mostra uma de suas companheiras completamente abatida e agachada no meio de um corredor com a cabeça entre as mãos.

Mas nem tudo é cansaço e tristeza, pois Paolo também mostra que há sorrisos e esperança de derrotar o vírus.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Foto destacada: Instagram Paolo Miranda.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.