É notório que muitos setores da nossa sociedade tem despertado, mesmo que tardiamente, para a importância de discutir saúde mental. No entanto, o assunto ainda não deixou de ser um tabu, até mesmo entre os profissionais de saúde do setor.

Um recente estudo conduzido por Andrew Devendorf, pesquisador da psicologia clínica da Universidade do Sul da Flórida, e Sarah Victor, professora de Psicologia Clínica da Universidade de Tecnologia do Texas, ambas nos Estados Unidos, se debruçou sobre os problemas enfrentados por psicólogos e estagiários que convivem com algum transtorno mental.

No estudo, foram entrevistados mais de 1,7 mil membros do corpo docente e estagiários de psicologia, com o objetivo de entender suas experiências pessoais com a saúde mental. Os pesquisadores perguntaram aos voluntários se já sofreram com “dificuldades de saúde mental” ou se já foram diagnosticados com alguma doença mental.

Esses questionamentos foram feitos para que aqueles que nunca foram rotulados com condições específicas pudessem contar pelo que já passaram. Entre todos os voluntários entrevistados, 80% afirmou ter enfrentado alguma dificuldade de saúde mental, enquanto 48% disse já ter sido diagnosticado com alguma doença.

A conclusão dos pesquisadores foi que muitos psicólogos sofrem preconceito ao relatarem seus próprios problemas mentais, podendo até mesmo perder oportunidades de emprego. “O estigma em relação à doença mental existe dentro da profissão de saúde mental. Descobrimos que psicólogos e estagiários com doença mental podem ser vistos injustamente como danificados, incompetentes ou difíceis de trabalhar por seus colegas”, apontaram.

O intuito principal do estudo é mostrar que os psicólogos e outros profissionais que atuam com saúde mental também podem conviver com problemas, assim como qualquer outra pessoa e que isso não desmerece seu trabalho.

Aproximadamente 95% dos entrevistados com dificuldades de saúde mental disseram não ter passado por “nenhum” ou “leve” problemas profissionais causados pelas experiências. Enquanto 80% das pessoas diagnosticadas disseram o mesmo, o que comprova que a doença mental não é uma barreira profissional.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Olhar Digital.
Foto destacada: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.