É um dos maiores clichês de todos os tempos: “Ainda podemos ser amigos”. De declarações de celebridades a textos improvisados no momento do um término de um relacionamento, há uma noção em nossa cultura de que os rompimentos devem ser doces e amigáveis. Costuma-se supor que a melhor maneira de terminar um relacionamento amoroso é embarcar em uma amizade íntima e feliz.

Mas essa “amizade com o ex” funciona? E é sensato tentar isso? Você pode realmente ser amigo de alguém que você namorou, mesmo que ele te conheça melhor do que ninguém? Será que um grande amor sempre termina com uma forte amizade?

A resposta, muitas vezes, é não. Às vezes, é claro, isso pode acontecer – com o tempo. Mas certas condições devem ser atendidas. Aqui estão seis sinais que devem lhe dizer que “Vamos ser apenas amigos” pode não ser sua melhor opção.

500 Dias com Ela/Fox Searchlight/Reprodução

1. Para um de vocês, realmente significa apenas uma amizade, enquanto que para o outro é uma oportunidade de tentar reverter o rompimento do relacionamento. Neste caso, a dor do rompimento é prolongada, e a situação geralmente é pior do que o rompimento em si e pode durar semanas ou até meses. Apenas diga não.

2. Vocês nunca tiveram a base para uma amizade. Relacionamentos românticos que se esgotam por ausência de afinidades, ou porque vocês nunca foram capazes de estabelecer uma comunicação aberta sem gritar um com o outro, provavelmente não se converterão em amizades saudáveis depois do rompimento. Não se engane: houve uma verdadeira amizade que vale a pena salvar?

3. Há ausência de respeito mútuo. Talvez o seu relacionamento nunca tenha sido particularmente respeitoso, ou talvez durante o período de discussões acaloradas, com gritos e ofensas sendo proferidas, o respeito do qual vocês um dia desfrutaram tenha finalmente se desgastado. Então, como você iria magicamente reconstruir, ou mesmo fingir, esse respeito em uma amizade com seu ex? E por que você iria querer?

4. Houve abuso emocional durante o relacionamento. O critério mais básico para embarcar em qualquer amizade, mesmo com romance e relações íntimas completamente fora da equação, é a capacidade de confiar que vocês não vão se machucar deliberadamente. Se você teve um relacionamento romântico abusivo, não pode simplesmente acreditar que a pessoa realmente vai começar a tratá-la bem quando vocês forem “apenas amigos”. Na verdade, pode ser uma situação muito perigosa, já que o abusador usa a amizade para manter seu controle contínuo ou maus-tratos. Se você precisar de ajuda para resistir a isso, mesmo que tenha tomado a decisão de sair, o apoio profissional seria algo a ser considerado.

Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças/Focus Features/Reprodução.

5. Um de vocês, ou ambos, seriam extremamente ciumentos ou possessivos se o outro começasse a sair com outra pessoa. Essa é a realidade de por que amizades saudáveis ​​depois de um rompimento geralmente são tão difíceis de acontecer, pelo menos por alguns meses. Você, honestamente, ficaria confortável ouvindo a pessoa que um dia você achou que amaria para sempre falando abertamente sobre um novo amor? Por que se colocar nesta situação? Por outro lado, quão confortável seria para você ser o único a ter que esconder um novo relacionamento que está começando a ficar sério? Talvez, com o tempo, isso pudesse acontecer, mas provavelmente não de imediato.

6. Você ainda não deu ao seu relacionamento romântico o tempo e o espaço para morrer naturalmente. Mesmo que você tenha a sensação de que você e seu ex podem ser melhores amigos – talvez tenha começado assim, e o relacionamento romântico tenha terminado justamente porque você sabia que a amizade era muito melhor -, você ainda precisa de um tempo e de espaço para voltar para o seu eu completo. Caso contrário, sua amizade será muito reativa – e manchada – pelas nuances do seu romance fracassado. Todas as várias emoções que você experimenta nas primeiras semanas após um rompimento não constituem a plataforma mais estável para se construir uma amizade. Você tem que retornar a quem você era como indivíduo, em vez de metade de um casal, antes de decidir se uma amizade com o seu ex é o ideal para você.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Psychology Today.
Foto destacada: Lalaland/Reprodução/Summit Entertainment.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.