Na última quarta-feira (24), o DJ Alok abriu o coração para os seus quase 30 milhões de seguidores no Instagram. Em uma carta aberta, ele falou sobre a tristeza que tem sentido após o falecimento da cantora Marília Mendonça, no último dia 5, em um acidente de avião. Segundo ele, o episódio serviu como “gatilho” para uma reflexão mais profunda a respeito das pressões do trabalho.

“Desde a partida precoce da Marília Mendonça, entrei em um processo de muitos questionamentos com profunda tristeza e momentos de pânico. O mundo está muito veloz e não há tempo. Nem mesmo para o luto”, escreveu ele, revelando que ouviu muitas cobranças por conta da profissão, com necessidade de trabalhar nos shows e divulgação. “Mas e se eu não tivesse me sentindo pronto? Não há tempo para questionamentos“, avaliou.

Alok revelou ainda que, além da tristeza profunda pela perda de Marília, já estava fragilizado devido a problemas de saúde. “Eu estava me sentindo descolado da realidade e muito aéreo, me trazendo gatilhos e me mergulhando de ponta em uma crise de labirintite que já vinha me derrubando. Nunca tinha passado por isso e nem fazia ideia do quanto é desconfortável. Mesmo assim, consegui sorrir para as câmeras nos compromissos e ainda levar alegria nos shows, mas logo sentia o peso dos meus pensamentos… Mas não compartilhava minhas dores, porque acredito que o mundo já tem dores demais”, continuou.

O DJ também prometeu que o episódio vai servir como um divisor na maneira como se relaciona com seus fãs e disse que hoje, quase duas semanas após o falecimento da amiga, está se sente melhor. “E como eu quero ser um veículo de cura, preciso estar curado. É muito louco, mas o que vocês conhecem sobre mim são fragmentos de histórias e notícias contadas por outras pessoas. Raras são minhas aparições mais íntimas, mas agora estou decidido, e quero me aproximar mais de vocês”, garantiu.

Alok falou ainda à respeito dos comentários de seguidores sobre uma aparência abatida. “Alguns comentários nas minhas fotos são: ‘Seu olhar parece tão triste’. Meu olhar carrega muitas histórias. Quantas coisas já vivi e vi nessa vida. É uma profundeza. Mas prometo que não é um olhar de tristeza”, disse.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Alok (@alok)

Em maio de 2018, Alok viveu momentos de tensão quando seu avião saiu da pista no aeroporto de Juiz de Fora (MG), o que ajuda a entender o pavor com acidentes aéreos que ele afirmou ter vivido no dia seguinte ao falecimento de Marília Mendonça.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Correio 24 Horas.
Foto destacada: Reprodução/Redes Sociais.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.