De todas as doenças do mundo, incluindo a Covid-19, não há nenhuma mais odiada que o câncer. A humanidade convive com a doença há séculos e ainda não há cura para essa condição.

Felizmente, muitas vezes com tratamentos, as pessoas conseguem deixar essa situação para trás, mas o problema ainda são os efeitos colaterais.

Facebook / Dana McSwain

Um deles é a perda de cabelo, algo que pode prejudicar bastante a auto-estima de alguém, afinal nem todos lidam bem com a situação de ficar careca sem ter escolhido isso. Felizmente, Dana McSwain tem ótimas amigas, todas dispostas a doar um pouco de cabelo para ela.

Aos 36 anos, essa moradora de Charlotte, Carolina do Norte (EUA), descobriu que tinha câncer de mama. Algo que ele não imaginava ser possível porque não tinha histórico em sua família. Infelizmente, além disso, ele tinha uma mutação no gene BRCA2.

“Foi um choque completo. Não é apenas o câncer em estágio 2, mas o câncer em estágio 2 com essa mutação genética que o torna suscetível a mais tipos de câncer. É uma batalha pelo resto da minha vida.”, disse Dana McSwain.

Ela imediatamente iniciou o tratamento quimioterápico e com isso veio claramente a perda de cabelo que ela tanto temia.

Facebook / Dana McSwain

“Você aceita o diagnóstico de câncer e passa para o próximo passo. Então agora aceitei o câncer e preparei-me para fazer quimioterapia, o que significa perder cabelo. Como mulher, o cabelo pode não me definir, mas me diferencia. Eu sempre tive cabelos compridos e comecei a chorar antes mesmo de eles desaparecerem.”, contou Dana.

Para ela, essa foi uma experiência traumatizante, então ela decidiu raspar a cabeça e começar a procurar uma peruca que se adequasse ao seu gosto. Toda vez que experimentava uma que não gostava, sentia que não era ela e não funcionava, contou ela Good Morning America.

Facebook / Dana McSwain

Felizmente, ela encontrou no Facebook um grupo de amigas dispostos a fazer algo sobre seu desespero. Cinco mulheres e uma menina de 7 anos cortaram seus cabelos, os juntaram, fizeram uma peruca e emtregaram para Dana.

“A sensação era completamente diferente do cabelo sintético que eu já havia experimentado antes, fiquei muito feliz desta vez e senti que ele se encaixava perfeitamente.”, disse ela.

Facebook / Dana McSwain

Porque não se tratava apenas de cabelo, mas também de um imenso amor que envolvia o presente das amigas.

Agora ela sente que se parece com ela mesma novamente, está muito feliz e com mais força para continuar lutando.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Fotos: Facebook / Dana McSwain.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.