Se você é uma pessoa criativa e introvertida da manhã, é provável que prefira café ao invés de chá.
Uma nova pesquisa realizada com 2.000 pessoas residentes no Estados Unidos examinou as diferenças de personalidade entre as pessoas com base em sua primeira xícara da manhã: café ou chá?

Com mais de 75% dos entrevistados bebendo sua primeira xícara de café ou chá antes das 8h, as pessoas procuram alimentar sua vida em movimento. É fácil imaginar que os fãs do café fossem os mais barulhentos e ativos. No entanto, os resultados descobriram que os apreciadores de chá têm maior probabilidade de serem extrovertidos e aventureiros, verdadeiras corujas noturnos.

A pesquisa, conduzida pela OnePoll em nome da marca Chinet, revelou que o consumidor médio de café geralmente toma 3,4 xícaras por dia, enquanto os fãs de chá bebem 2,7 xícaras.

Mais da metade (57%) dos apreciadores de chá eram dorminhocos “médios” auto-descritos, mas se sua bebida preferida é café, é mais provável que você tenha sono “leve”.

Se os que bebem café dormem pouco, talvez seja isso que os ajude a acordar com o primeiro alarme pela manhã e a ser mais pontual. Os fãs de café são mais propensos a dizer que estão “sempre” na hora certa.
O debate entre café e chá chegou até o entretenimento. Amantes de chá eram mais propensos a acompanhar séries de TV como o terror de The Walking Dead, e o humor leve de Friends e The Big Bang Theory, enquanto os fãs de café preferiam o melodrama de Grey’s Anatomy, e o humor ácido de The Office e Seinfeld.

Os gostos musicais também eram diferentes entre os dois grupos. Os entrevistados que tomam café disseram gostar de ouvir punk, rock, blues e jazz. Os fãs de chá preferiam música clássica, country, pop ou hip-hop / rap.

No que diz respeito à temperatura da bebida de sua escolha, os amantes do café são 96% mais propensos a preferir o líquido quente do que os que tomam chá.

Os fãs de chá tinham mais gosto por doces – 35% mais propensos a adicionar açúcar ou mel às suas bebidas.
A cafeína foi a principal razão para as pessoas se afastarem do café em direção ao chá, com 37% dizendo que “muita cafeína”é prejudicial. Em contrapartida, 41% dos consumidores de café disseram que é justamente a cafeína a principal razão pela qual eles escolheram a bebida.

Uma xícara de chá não serve para apreciadores de café, pois mais de um terço a considera “muito chata”.

MAIS ESTATÍSTICAS DOS AMANTES DO CAFÉ:

Média de xícaras diárias: 3,39
Mais chances de serem introvertidos
Mais chances de serem pessoas da manhã
Mais chances de preferirem cães
Mais chances de se identificarem como “desorganizados”
Mais chances de terem cinco ou mais amigos íntimos do que os que bebem chá
Mais chances de serem solteiros

MAIS ESTATÍSTICAS PARA APRECIADORES DE CHÁ:

Xícaras diárias médias: 2,69
Mais propensos a serem extrovertidos
Mais propensos a serem ambidestros do que amantes de café
Mais propensas a serem considerados pessoas noturnas
Mais propensas a preferirem gatos do que pessoas
Mais propensas a serem “arrumados” ou “perfeitamente limpos
Maior probabilidade de estar em um relacionamento.
Maior probabilidade de se descreverem como “quietos” pela manhã.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de GNN.
Imagem destacada: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.