O Porta dos Fundos vêm sendo bastante criticado nos últimos dias após postar em seu canal no youtube um vídeo chamado ‘Teste de Covid’, que foi acusado de estimular a gordofobia.

No vídeo, uma pessoa acima do peso é ridicularizada pelo fato de não ter sido afetada pela Covid-19, “por ter um corpo podre”.

Uma das manifestações públicas contra o conteúdo do vídeo veio da atriz Fabiana Karla. Em um vídeo no seu instagram ela demonstrou toda sua indignação diante da publicação e denunciou o vídeo como gordofóbico.

“Eu ainda fico perplexa com a ignorância de ainda associarem um corpo gordo à doença e ao desleixo. Aí você me fala ‘Obesidade é doença’ e eu te digo ‘É!’. Mas que tipo de pessoa, então, ri de doente? Com problemas cardiácos, câncer… É isso que chamam de arte? Eu nunca fiz apologia à gordura e nunca farei. Eu sou adepta do movimento corpo livre, body positive e do bem estar e da saúde”, começou ela.

A atriz também deixou claro não acredita que esse tipo de conteúdo seja arte e acrescente algo na vida das pessoas, principalmente em momento tão delicado no qual as pessoas estão tentando sobreviver.

“É irresponsável. Essas pessoas que escrevem piadas gordofóbicas são as mesmas que falam em empatia na internet e sobem hashtags nas redes sociais, mas escorregam em algo que pode afetar seriamente o psicológico de muita gente.”

Fabiana Karla ainda pediu desculpas aos colegas do Porta dos Fundos pela crítica pública, mas explicou que não poderia se calar porque eles não pensaram nela quando roteirizaram o vídeo gordofóbico.

“Alguns de vocês, inclusive, têm proximidade comigo a ponto de ter meu telefone e poderiam me ligar para perguntar se eu achava ofensivo. Eu espero que um dia a criminalização da gordofobia, que traz uma grande quantidade de machismo estrutural junta, seja uma realidade. Quem sabe a coisa mude, né? Mas, por enquanto, eu vou falar para você, gorda, que não tem o mesmo privilégio que eu, que não é chamada para programas de TV, seja apresentando ou contando histórias divertidas onde tem a oportunidade de mostrar que não são um corpo podre. Eu lamento muito que alguns colegas promovam esse desserviço artístico em tempos tão delicados porque estão com dificuldade de serem mais criativos. Vai ver é psicológico por conta da pandemia”, disse ela em resposta ao Porta dos Fundos.

Ver essa foto no Instagram

Esse post é um desabafo! É muito difícil se posicionar e eu sempre acreditei que o bullying nunca me atingiu, mas com o passar do tempo, eu fui entender que isso não significa que ele não existiu por perto….E agora ele se apresenta pra mim disfarçado de ARTE. Eu defendo tantas causas, sou parceira de tanta gente, então nessa hora, no meu lugar de fala, eu não posso calar. Chega de empatia seletiva. Todos somos pessoas e merecemos RESPEITO.Desta vez não dá pra só SER, precisei falar, agir, desabafar, mas não é um ataque, é realmente um desabafo. Estou à disposição pra aprendermos juntos, mas preciso estar a serviço e como esse é meu lugar de fala, aqui estou eu. #naoagordofobia

Uma publicação compartilhada por Fabiana Karla ✨ (@fabianakarlareal) em

Fabiana também deixou uma mensagem para as pessoas que, como ela, não tem um corpo dentro do padrão estético imposto pela sociedade.

“Mas, por enquanto, eu vou falar para você, gorda, que não tem o mesmo privilégio que eu, que não é chamada para programas de TV, seja apresentando ou contando histórias divertidas onde tem a oportunidade de mostrar que não são um ‘corpo podre’. Eu lamento muito que alguns colegas promovam esse desserviço artístico em tempos tão delicados porque estão com dificuldade de serem mais criativos. Vai ver é psicológico por conta da pandemia.”

No vídeo do Porta dos Fundos, o ator Fábio de Luca interpreta Fernando, um homem obeso que recebe uma ligação de um laboratório de testes. A atriz Tathi Lopes interpreta a atendente que avisa ao homem que o resultado dele deu negativo para Covid-19 porque o vírus não conseguiu resistir ao corpo podre dele. Fabiana ironizou o tipo de conteúdo.

“Foi mais fácil escrever uma cena para sacanear gordo e viralizar. É uma forma muito bacana de influenciar as próximas gerações, né? O que mais me estarrece é o quanto o engajamento pode ser seletivo e contraditório. Muitas vezes esses conteúdos são patrocinados. Eu acredito muito no amor como ferramenta. Só basta um pouquinho de empatia. Retirem o vídeo! Já causaram dor em milhares de compartilhamentos. Mas ainda dá tempo de exercitar a empatia que vocês tanto pregam na internet. E a todos os atingidos pelo vídeo, não se esqueçam, vocês são maravilhosos. Esqueçam isso e entrem todos pela porta da frente, porque vocês são protagonistas”, finalizou.

Depois da reclamação de Fabiana Karla e de muitas outras pessoas anônimos nas redes sociais, o Porta dos Fundos ocultou o vídeo e fez uma live com a Bianca Barroca para falar sobre gordofobia.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de O Fuxico.
Imagem destacada: Reprodução/Instagram.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.