sábado, setembro 21, 2019

Carlos Santos

Carlos Santos
4 POSTS 0 COMENTÁRIOS
21 anos, artísta plástico e ilustrador, estudante de bacharelado pleno em psicologia pela Faculdade Guararapes, Rede Laureate International Universities. Ativista do CAPE - Coletivo Antiproibicionsta de PE, dedica-se à trabalhos de cunho social como por exemplo, debate sobre a criação de uma nova política de drogas, Ações de Redução de danos, bem como questões sobre minorias politicas (movimento feminista, LGBTT, entre outros).

Se a gente fosse papel…

E se a gente fosse de papel? Doeriam menos as palavras pesadas, aquelas carregadas de ódio e rancor que tentaram outrora escrever sobre nós?...

Quando as drogas acabam com a família

Bem certo que o assunto "drogas" é bem polêmico. Desde sua conceituação, até as questões do lícito e ilícito (como se fizesse alguma diferença...

Justiça com as próprias mãos: quando um crime toma vestes heroicas

Não é de hoje que o ser humano possui em si um senso de justiça um tanto contraditório. Basta voltar um pouco na história...

E se apagássemos as luzes?

Cento e vinte e oito anos, aproximadamente duas ou três gerações, no máximo. Nem faz tanto tempo assim. Em 1888 aconteceu a "abolição da...

INDICADOS