Cauã Reymond usou seu perfil no Instagram nesta terça-feira (3) para prestar uma bonita homenagem a sua avó, que faleceu aos 100 anos. O ator de 41 anos, que descobriu recentemente que sua mãe foi adotada quando criança, contou que a história da matriarca da família foi bastante dura.

“Vovó se foi. Prestes a completar 101 anos sendo um exemplo de esperança, luta, garra e resiliência. Foi mãe solo, optou por ser, quando adotou minha mãe e minha tia. Uma história muito dura, mas marcada pela coragem e esperança que ela nunca perdeu. Esse olhar que mesmo aos 100 anos era cheio de força, foi e sempre será uma das minhas maiores inspirações de seguir. Descanse, Vovó”, escreveu o ator.

Veja o post:

A perda da avó deixará mais uma lacuna na vida de Cauã. Em entrevistas recentes, o ator confessou que ainda não superou a ausência da mãe, Denise Reymond, que faleceu em 2019.

O ator cresceu sem saber que sua mãe foi adotada. Há poucos meses, enquanto se dedicava às gravações da novela “Um Lugar ao Sol”,o ator descobriu a verdadeira história de sua família. “A novela me trouxe para um universo muito duro. Me colocou para pensar na realidade da minha mãe. Ela foi adotada em uma situação muito triste. A irmã da minha mãe faleceu de desnutrição e foi entregue de mão em mão até chegar na minha avó. Fiquei sabendo disso pelo meu irmão, que foi meu dublê”, contou Cauã.

A relação de Cauã Reymond com seus familiares é marcada por muitos altos e baixos. “O ambiente da minha casa era muito violento. Minha mãe já quebrou vassoura e duas raquetes em mim! Eu era um menino rebelde. Tinha muita energia e faltava um pulso masculino. Via o meu pai só duas vezes por ano”, revelou o ator à revista Ela, do jornal O Globo.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Extra.
Fotos:

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.