Muitas pessoas ao redor do mundo vêm se comovendo com as tristes palavras de uma jovem mãe ao filho recém-nascido que teve entregar para adoção.

A jovem, identificada apenas como Rachel, não tinha condições para criar o seu bebê, pois tinha sido abandonada pelo companheiro. Por sorte, ela conseguiu encontrar um casal amoroso para adotar a criança, a quem ela deu o nome Jeremy. Quando os novos pais já tinham levado o bebê para casa, a mãe biológica escreveu uma triste despedida.

Na mensagem, Rachel relata toda sua história, repelta de revezes. Ela revelou estar sofrendo de depressão quando engravidou, além de também passar por uma dura fase de alcoolismo, e ainda explicou que não tinha como proporcionar uma boa vida ao menino.

Rachel também falou sobre uma tragédia envolvendo alguém muito importante para ela: “depois que comecei a falar com uma agência de adoção sobre o meu filho, eu perdi minha melhor amiga. Ela faleceu de câncer”, disse.

Ela continuou seu relato, dizendo que o pai do seu filho não quis assumir a criança: “Não se importava nem comigo, nem com o filho“.

A jovem ainda se declarou para o pequeno, que agora está sendo cuidado pelos pais adotivos. “Eu quero que ele saiba que eu o amo mais do que a minha própria vida. Eu poderia dar a minha vida por ele. Então, por agora, é um adeus, meu filho“.

A mensagem comovente de Rachel tem mostrado o tremendo amor que uma mãe pode sentir por seu filho, mesmo quando escolhe não assumir os seus cuidados. Às vezes, a escolha mais difícil é única que pode ser feita. Amar é também colocar o bem-estar do outro acima de qualquer coisa.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de 1news.
Foto destacada: Reprodução/Vorply.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.