Quando era apenas uma adolescente de 15 anos na década de 1960, Karen Lehmanm, hoje com 76 anos, foi forçada a romper o relacionamento com o então namorado Denny Vinar e a entregar para a adoção sua filha Denise. Em uma incrível reviravolta do destino, o casal não só se reencontrou décadas depois, como se casou e ainda pôde encontrar a filha que foi entregue para adoção anos atrás.

Em 1961, Karen e Denny, de Minnesota (EUA), eram namorados do ensino médio quando descobriram que teriam um filho. A família dela desaprovava a relação e a gravidez, então a enviaram para um lar para mães solo e a obrigaram a colocar sua filha, Denise, para adoção. O casal de adolescentes permaneceu junto, mas não por muito tempo, pois os pais de Karen não concordavam com a união.

Mais de cinco décadas depois, Denny contactou Karen, então viúva, através de uma rede social. Assim que o casal finalmente se reencontrou pessoalmente, entenderam que aquele amor da juventude nunca tinha deixado de existir. Eles se casaram apenas 36 horas depois do reencontro. “Parecia que nada havia mudado, incluindo suas covinhas quando ele sorria e o brilho que ele tem”, disse Karen ao Daily Mail.

Algum tempo depois, o casal ainda viveu mais uma alegria. Eles puderam reencontrar Denise, agora sob o nome Jean Voxland.

Karen e Denny recorreram à agência de adoção para procurar Denise. Ela inicialmente recusou se encontrar com os pais biológicos, mas seu marido a convenceu a conhecê-los. Hoje eles compensam o tempo perdido e mantém uma relação de uma família mais de cinema que de comercial de margarina.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Revista Monet.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.