Alguma vez você já reparou que nem todas as pessoas envelhecem na mesma velocidade? Segundo um estudo publicado no periódico científico Nature Medicine, alguns indivíduos podem ser considerados mais jovens ou velhos do que outros de acordo com determinados biomarcadores moleculares – e independentemente da idade biológica.

De acordo com os cientistas envolvidos na pesquisa, isso se deve ao processo ocorrido nas moléculas de cada indivíduo.

Para realizar a pesquisa, os cientistas acompanharam 106 indivíduos saudáveis durante dois anos, realizando análises do sangue regularmente e examinando outras amostras biológicas, que revelassem alterações moleculares. Nesse período de tempo foram detectados marcadores novos e outros já conhecidos associados ao envelhecimento.

Posteriormente, a equipe formulou padrões de envelhecimento distintos nos voluntários, chamados ‘ageotypes’ ou ‘tipos de envelhecimento’. Tendo como base para a criação dessas categorias as variantes moleculares de cada pessoa que foram sofrendo alterações gradualmente.

Ao fim do estudo os investigadores concluíram que existem quatro vias biológicas do envelhecimento: imunológico, renal, hepático ou metabólico.

O estudo inédito sugere que segundo o ‘ageotype’, é possível saber, se em anos vividos alguém está mais propenso a vir a sofrer de diabetes, câncer ou doenças coronárias – podendo quem sabe evitar milhões de casos de morte precoce.

Todavia, os cientistas ainda não sabem ao certo como determinadas pessoas têm um ‘ageotype’ ou outro e estão atualmente conduzindo mais pesquisas, de modo a alcançarem um melhor entendimento sobre o tema.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Notícias ao Minuto.
Foto: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.