Um dos meios de locomoção mais utilizado nos dias atuais é o avião. Esta máquina voadora nos permite atravessar o planeta, assim como cruzar distâncias significativas em pouco tempo.

Apesar de ser um veículo que facilita o deslocamento, este pode causar medo em algumas pessoas, pelo fato de realizar o trajeto em grandes altitudes e em um ambiente fechado.

Quantas pessoas deixam de visitar seus amigos ou parentes que moram longe em decorrência deste medo irracional e persistente? Alguns inclusive, perdem boas oportunidades de emprego por conta deste problema. Outros ainda, só conseguem viajar sob o efeito de medicamentos ou álcool.

Caso você ou alguém próximo, seja vítima deste tipo de situação, vale a pena conferir o conteúdo abaixo.

O que é a fobia de avião

A apreensão por voar pode variar de apenas um desconforto, algo mais simples, até uma situação mais grave, como a fobia. De acordo com a Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO), 15% dos passageiros sofrem de aerofobia.

Saiba mais sobre o que é fobia clicando aqui.

Existem evidências de que a probabilidade de ser atingido por um raio é maior do que a de sofrer um acidente aéreo. Na verdade, as chances de morrer em um acidente aéreo é de 1 em 11.000.000. Isto significa que as chances são muito menores do que a de ser morto em um acidente de carro, onde a probabilidade é de 1 em 5.000.

medo de avião pode derivar de outros medos como de sofrer um acidente, de ficar em um ambiente fechado, medo de altura, da instabilidade, de passar mal e de perder o controle.

No entanto se o medo for intenso, causando muito sofrimento, pode ser classificado como uma fobia e para isso recomenda-se tratamento com um especialista.

Como tratar a fobia de avião?

No quesito construção do trabalho psicológico, em um primeiro momento avalia-se junto ao paciente como será desenhado seu processo terapêutico.

Meu método combina diferentes técnicas, como psicoeducação e técnicas de dessensibilização, onde são utilizadas a realidade virtual e a hipnose.

Conheça um pouco mais sobre o tratamento que utiliza a realidade virtual clicando aqui.

No processo de psicoeducação, trabalho em parceria com um piloto comercial, que, além de fornecer informações técnicas sobre o avião, esclarece dúvidas individuais referentes ao tema. Confira abaixo mais informações sobre este trabalho:

“Ha onze anos trabalhando em empresas aéreas como piloto comercial, tive a oportunidade de presenciar situações nas quais os passageiros com medo de voar passam muito mal devido a uma turbulência leve, outras vezes por uma simples verificação de manutenção, situações normais no dia a dia da aviação. Fato e que o meio de transporte mais seguro do mundo envolve fatores que faz com que muitas pessoas sintam medo ou pânico de voar, para alguns afetando compromissos de trabalho, para outros impossibilitando conhecer novos lugares. Ano passado conheci a Dra. Nataly Martinelli, especialista em tratamento de fobias. Ela desenvolveu uma terapia especializada para pessoas que tem medo de voar. Para isso faz sessões de terapia, utiliza óculos de realidade virtual, e também conta com uma sala simulando a cabide de passageiros de uma aeronave. Em uma das consultas sou convidada a participar na elucidação de dúvidas a respeito da parte prática e operacional do voo. Aprendi com o tempo e nas sessões nas quais participei, que o medo advém boa parte pelo desconhecimento do funcionamento da máquina (avião), dos procedimentos operacionais, das verificações realizadas, do treinamento das tripulações, da meteorologia, dentre outros.  Claro que não é necessário saber sobre tudo isso para voar, para isso temos os pilotos, mas percebi que muitos pacientes saem aliviados e mais perto de voarem pois sabem um pouco mais da rotina do voo. Eu fico muito feliz em contribuir com minha experiência para ajudar mais pessoas a voarem, torna o meu trabalho mais humano!”
Rossana Potier-Copiloto B76

Realidade Virtual e Hipnose como ferramentas para superar a fobia de avião

A realidade virtual é uma das ferramentas tecnológicas que podem ser utilizadas em vários segmentos. Na área da psicologia, o processo ainda é considerado novo no Brasil. Apesar do pouco tempo, sua utilização já mostrou resultados significativos no território nacional.

Ao dispor dessa tecnologia, o cliente vislumbra a sensação de vivenciar o objeto desencadeador, avançando de forma gradual, segura e controlada.

Através deste sistema, é possível que o cliente experimente uma imersão virtual, que envolve todas as etapas de um voo. Quando necessário, repetem-se as cenas que o cliente mais teme, como por exemplo o processo de decolagem, turbulência, ou mesmo as mais diversas condições climáticas. Este processo, conhecido como habituação, permite que o cérebro grave novas e melhores experiências, proporcionando ao paciente segurança ao enfrentar a situação real.

Saiba um pouco mais como se dá o processo de imersão clicando aqui.

A prática da hipnose também vem proporcionando um rompimento das associações negativas, o que possibilita associar avião com segurança e tranquilidade. Além de suavizar e ressignificar a origem do medo instalado no subconsciente. Como resultado, torna-se possível modificar a maneira de pensar, reagir e se sentir frente a essa fobia.

As informações aqui contidas abrem o cenário do conhecimento sobre processos terapêuticos e as ferramentas que estão sendo utilizadas para determinadas situações difíceis que fazem parte do cotidiano, como o medo de voar, por exemplo.

Acredite na sua capacidade de vencer os obstáculos, contando com a ajuda de outra pessoa. Nesse processo, é importante que você tenha desprendimento e força de vontade, para se expor e alcançar seus objetivos.

E você, já passou por algum problema parecido ao viajar de avião? Deixe seu comentário contando como foi esta experiência!

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Nataly Martinelli
O meu itinerário profissional começou com o interesse por áreas que envolvessem o ser humano como base de estudo. A minha primeira experiência profissional foi após a graduação em Administração e especialização na área de Marketing. Após alguns anos atuando na área de Marketing em empresas de médio a grande porte, percebi a minha vontade de reforçar os meus conhecimentos no âmbito do comportamento humano, com foco nos transtornos de ansiedade. Desta forma, seguindo a minha vocação, realizei a formação em Psicologia. Diante do meu histórico em multinacionais busquei ferramentas inovadoras que permitem resultados mensuráveis e mais ágeis para os meus clientes. Atualmente sou uma das especialistas e pioneira no Brasil no tratamento psicológico utilizando ferramentas de realidade virtual e hipnoterapia para transtornos de ansiedade. Acredito na dessensibilização por meio da exposição gradativa e na busca pelas razões da fobia para sua ressignificação.