Recentemente, o cantor Justin Bieber, de 25 anos, revelou sua luta contra a doença de Lyme. Em setembro de 2018, a também canadense Avril Lavigne justificou a sua ausência dos palcos revelando sofrer da mesma patologia.

A doença de Lyme foi reconhecida em 1976 e é bastante comum nos Estados Unidos da América. Segundo a CNN, espera-se que seja ainda mais comum com o decorrer da crise climática.

Trata-se de uma infecção causada pela bactéria Borrelia burgdorferi que é geralmente transmitida às pessoas por carrapatos. O problema é comumente diagnosticado através de uma mancha vermelha de forma circular, que pode surgir até quatro semanas após o indivíduo ter sido picado.

Além da mancha, os doentes podem sentir dores de cabeça, febre alta, dores nas articulações, erupção cutânea, paralisia facial, episódios de tonturas e falta de ar, entre outros.

À medida que a doença se vai desenvolvendo, o corpo reage com fadiga extrema, dores crônicas e um estado depressivo. O tratamento padrão para a doença de Lyme nos estágios iniciais é através de antibióticos. O tratamento elimina a infecção, mas pode ser necessário mais tempo para recuperar dos sintomas.

Segundo a CNN, as pessoas que recebem tratamento no início da doença geralmente recuperam totalmente. Segundo o mesmo meio, os pacientes tratados mais tarde levam mais tempo a responder ao tratamento. A maioria das pessoas, independentemente de quando recebe ajuda, recupera completamente, mas cerca de 20% têm sintomas persistentes e alguns podem até ser incapacitantes.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Notícias ao Minuto.
Foto destacada: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.