Cães são seres tão especiais que parecem saber exatamente quando alguém precisa de um carinho. Quantas vezes, por exemplo, você não chegou em casa triste e cansado e acabou tendo as energias renovadas depois de receber o carinho do seu cãozinho que o esperava em casa? O carinho de um cachorro pode ser visto como o lembrete mais singelo de viver vale à pena apesar de todos os desafios porque você tem alguém que se importe com você.

Um bom exemplo do poder “curativo” do carinho de cão é a história de Jaqueline Masceno, de 37 anos. Depois de perder a mãe para o coronavírus, recebeu o abraço mais sincero de um cachorro de rua que a viu desmoronar na rua ao ouvir a infeliz notícia.

Ao saber do façecimento de sua mãe – um dia após ser internada em um hospital- Jaqueline disse: “foi muito forte para mim, foi muita dor, gritei desesperada, saí do hospital e sentei do lado de fora para chorar”.

Desolada por não poder se despedir da mãe por causa do coronavírus, Jaqueline foi chorar na calçada em frente ao hospital. Naquele exato momento apareceu um cachorro que morava na rua e às vezes frequentava o local. Ao vê-la, ele pulou em seus braços e a confortou por um longo tempo.

“Quando me sentei, os médicos e meu marido vieram atrás de mim tentando me acalmar. O cachorro estava deitado, e ele me viu, ele veio do nada e pulou em meus braços. Me abraçou de uma maneira que eu nunca vi porque nem mnesmo meus cães fazem isso. Ele veio, encostou o rosto em mim e lambeu meu pescoço”, conta.

Para Jaqueline, o ato do cachorro a emocionou e ainda mais quando sentiu a presença espiritual da mãe naquele momento. “As pessoas ficavam falando pra ele sair, eu falava: ‘não tire, é minha mãe se despedindo.’

Mas a história não parou por aí, pois a foto de Jaqueline sendo consolada pelo cachorro foi postada nas redes sociais e viralizou, o que acabou motivando-a a adotar o cachorrinho.

Jaqueline deixou recado no hospital para que, caso o cachorro aparecesse, avisassem. “E ele reapareceu no dia da missa de sétimo dia da minha mãe (sexta-feira 21) . Voltei da missa, tava aqui em casa chorando, com dor de cabeça, e a enfermeira me ligou dizendo que estava na porta do hospital de novo. Não pensei duas vezes, mandei buscá-lo ” , lembra.

Desde aquela mesma sexta-feira, agora o cachorro chamado Gabriel está na casa de Jaqueline e ficará permanentemente. Na segunda-feira daquela mesma semana, ele foi castrado e naquele dia voltou para o que agora será seu lar para sempre.

Em meio à tristeza, nasceu o amor verdadeiro.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.
Fotos: Jaqueline masceno.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.