O Ministério da Saúde da Rússia fez um anúncio que pegou a todos de surpresa: Foi registrado no país o primeiro remédio antiviral “promissor” para combater o novo coronavírus. A notícia foi divulgada neste domingo, 31, pela Bloomberg.

De acordo com os cientistas, o medicamento chamado afivavir apresentou grande eficácia durante ensaios clínicos para afetar os mecanismos de reprodução do coronavírus. As informações são do Frid – Fundo de Investimento Direto da Rússia.

O Avifavir foi desenvolvido pelo Russian Direct Investment Fund e o ChemRar Group. O remédio é uma versão genérica de um outro medicamento usado no Japão contra a gripe, o Avigan.

“O avifavir não é apenas o primeiro medicamento antiviral registrado contra o coronavírus na Rússia, mas também é talvez o medicamento antiCovid-19 mais promissor do mundo”, disse Kirill Dmitriev, CEO do Russian Direct Investment Fund, em comunicado.

Kiril Dmítriev afirmou que o medicamento foi desenvolvido e testado clinicamente “em tempo recorde”.

“Foi desenvolvido e testado em ensaios clínicos na Rússia em um período de tempo sem precedentes, permitindo que o Avifavir se tornasse o primeiro medicamento registrado com base no Favipiravir no mundo”.

O medicamento antiviral inicialmente não estará à venda em farmácias. Por enquanto, ele “será usado apenas em hospitais sob observação médica”.

Contraindicações

O fundo informou que o medicamento é “categoricamente contra-indicado” para mulheres grávidas e pessoas em processo de planejamento familiar.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Só Notícia Boa.
Imagem de capa de Michal Jarmoluk por Pixabay

Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.