Uma das principais formas de comunicação para bebês é o choro. No caso de pais com deficiência auditiva, é complicado atender às necessidades de seus bebês, principalmente à noite.

Existem dispositivos especiais que vibram ou emitem um sinal ao ouvir o choro do bebê, no entanto, esses dispositivos são úteis apenas quando podem ser observados ou próximos ao corpo de seus usuários. Devido a essas limitações, um grupo de quatro alunos do Instituto de Tecnologia Mauá, em São Paulo, decidiu criar um dispositivo em forma de pulseira para pais com surdez.

Artur Guiguer, Luiz Henrique Ferreira, Carlos Peres e Mateus Cherem , são os criadores do Silence, um sistema tecnológico que envolve o uso de dois dispositivos, um para os pais e outro para o bebê. Ambos os dispositivos eletrônicos têm acesso à Internet e conexão Bluetooth. A pulseira projetada para crianças usa microfones capazes de captar a frequência e o nível do choro.

Quando o choro é detectado por esta pulseira, os dados são transmitidos para a outra pulseira e reproduz uma série de ondas vibratórias intensas que alertam os pais sobre o que está acontecendo. Além disso, essas pulseiras podem ser usadas quando as crianças são mais velhas, pois possuem GPS, uma ferramenta que facilita o monitoramento de sua localização em cenários fora de casa.

O design da pulseira é semelhante ao de um relógio inteligente, que permite aos pais monitorar os dados do bebê por meio de uma tela sensível ao toque. O Silence é à prova d’água e possui uma bateria de longa duração.

Os jovens ainda estão desenvolvendo sua tecnologia, pois precisam de investimentos para comercializar o invento. Os estudantes brasileiros esperam obter os fundos necessários para disponibilizar a pulseira em menos de dois anos.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.