Os Estados Unidos deram início nesta semana aos testes em seres humanos de uma vacina experimental contra o coronavírus. De acordo com comunicado do NIH (Instituto Nacional de Saúde), a primeira dose foi aplicada nesta segunda-feira, 16. A vacina vem sendo chamada de RNA-1273.

A vacina foi aplicada em um primeiro voluntário. Outras 45 pessoas aceitaram se submeter ao período de testes do medicamento. Todos são “adultos saudáveis, entre 18 e 55 anos, que participarão do experimento por seis semanas”, explica o comunicado.

Segundo o diretor do NIAID, Anthony Fauci, “encontrar uma vacina segura e eficaz para prevenir a infecção por SARS-CoV-2 é uma prioridade urgente da saúde pública”.

Esta é a primeira de duas etapas de testes em humanos, que deverão contar com um número maior de participantes.

A vacina foi desenvolvida através de uma plataforma genética chamada mRNA (RNA mensageiro), que é o ácido ribonucleico que transfere o código genético do DNA do núcleo da célula para um ribossomo no citoplasma.

Os cientistas conseguiram desenvolvê-lo graças a estudos anteriores sobre os coronavírus que causaram as epidemias de SARS e MERS no passado.

A vacina ordena que as células do corpo expressem uma proteína viral, que poderia provocar uma forte resposta imune.

A pesquisa está sendo financiado pelo NIAID (Instituto Nacional de Alergia e Doenças infecciosas) e está sendo realizado pelo KPWHRI (Instituto de Pesquisa em Saúde Kaiser Permanente Washington), na cidade de Seattle.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Só Notícia Boa.
Foto destacada: Sasirin Pamai / EyeEm/Getty Images

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.