Quando Edward Martell tinha 17 anos, ele abandonou a escola, fugiu de casa e começou a traficar drogas nos dez anos seguintes, até ser preso em 2005 em uma operação antidrogas em Dearborn Heights Michigan, pela qual enfrentaria 20 anos de prisão. No entanto, quando ele foi ao tribunal, o juiz Bruce Morrow decidiu dar-lhe uma chance e, em vez de cumprir uma longa sentença por fabricar e vender entorpecentes, deu-lhe palavras de incentivo para mudar de vida e disse-lhe que o desafiava a cumprir três anos de liberdade condicional e retornar ao tribunal como executivo.

Em entrevista ao Washington Post, o Juiz Morrow mencionou que compreendeu as dificuldades pelas quais passou o jovem de origem latina durante sua vida e que lhe disse que podia ver nele uma pessoa com um futuro promissor: “Eu pode imaginar Ed, sendo um homem moreno, vindo de um ambiente economicamente deprimido, tendo sido perseguido pela polícia e algemado, nunca pensando que o amor poderia vir daqui ”. E acrescentou: “Foi uma espécie de brincadeira, mas ele entendeu que eu acreditava que ele poderia ser o que quisesse”.

Assim, em 2018 Edward completou seus três anos de liberdade condicional e iniciou seus estudos em uma universidade estadual. Embora algumas pessoas o desencorajassem a perseguir seu passado com justiça, o jovem persistiu e três anos depois completou sua preparação inicial e obteve uma bolsa integral para estudar Direito na Universidade de Detroit Mercy.

Além disso, Edward começou a trabalhar na defensoria pública federal em Washington DC e também trabalhou como investigador legal. Durante todos esses anos, os dois mantiveram contato e em 2021, Edward voltou ao mesmo tribunal aos 43 anos e o Juiz Morrow o apoiou durante seu requerimento na ordem dos advogados do estado em que avaliam os profissionais para mostrar que eles são moralmente adequados para exercer lei.
Por outro lado, Edward teve o apoio dos advogados do Perkins Law Group e após 15 minutos de deliberação, o advogado recebeu a aprovação. Em uma entrevista ao Deadline Detroit, Edward contou: “Minhas lágrimas vieram como um bebê. Estou perseguindo esse sonho há 13 anos. ”

Finalmente, o juiz Morrow disse à ABC News que quando Edward recebeu o sinal verde foi um momento muito especial e emocionante para os dois. “Eu o vejo como um filho… foi um dos momentos mais felizes. Minha alegria era por ele”.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.