Nesta terça-feira (09), o Palácio de Buckingham emitiu um comunicado respondendo às alegações de racismo e hostilidade feitas pelo príncipe Harry e por Meghan Markle em uma entrevista bombástica à apresentadora Oprah Winfrey exibida no último domingo.

No comunicado, a Família Real alegou que as questões raciais são “preocupantes” e “levadas muito a sério”, mas que serão tratadas pela família em particular. Entretanto, a nota faz a ressalva de que “algumas lembranças” sobre o episódio “podem variar”.

“Toda a família está triste de tomar conhecimento da extensão do quão desafiador os últimos anos foram para o Harry e para a Meghan”, diz a nota. “Os assuntos levantados, particularmente os raciais, são preocupantes. Por mais que algumas lembranças possam variar, elas são levadas muito a sério e serão abordadas pela família no privado”.

O comunicado afirma tambem que “Harry, Meghan e Archie sempre serão membros muito amados da família”.

A nota emitida pelo palácio refere-se às revelações feitas por Meghan e Harry de que um membro da família real teria feito comentários racistas sobre a cor da pele do filho que esperavam. A Coroa também decidiu que Archie, hoje com quase 2 anos, não receberia agora proteção ou o título de príncipe, algo que seria seu direito automático quando Charles subir ao trono.

Harry preferiu não revelar publicamente qual membro da família fez a indagação sobre a cor de pele da criança, mas Oprah negou que tenha sido a rainha Elizabeth II ou seu marido, o príncipe Phillip.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de O Globo.
Foto destacada: Handout / Harpo Productions/Joe Pugliese v.

RECOMENDAMOS






Os assuntos mais importantes da área- e que estão em destaque no mundo- são a base do conteúdo desenvolvido especialmente para nossos leitores.