Falecida no último domingo domingo, 25, devido a uma parada cardíaca após uma crise de asma, a atriz e roteirista Fernanda Young concedeu uma entrevista à jornalista Maria Laura Neves, da revista Marie Claire, em que falou, entre outras coisas, sobre suas dores mais profundas, as mesmas que a fizeram desenvolver alergias e outras somatizações ao longo da vida. Fernanda sofria de depressao desde a infância e, no intuito de desmistificar a doença, topou se expor e revelar o que tinha de mais íntimo.

“..Viver é desagradável. Qualquer pessoa minimamente sensata percebe isso.”

Diagnosticada com dislexia e disritmia cerebral na infância, Fernanda tentou cortar os pulsos aos 10 anos. “Era uma criança muito, muito triste. Nunca ninguém me machucou, minha família não tinha culpa disso”, contou durante a conversa. Conseguiu esconder o episódio dos pais, mas a doença – e as medicações para controlá-la – a acompanham até hoje. “Aprendi a lidar com a depressão porque sempre tive amor e humor perto de mim. Por causa dela conquistei muitas coisas”, reflete. Ela se refere, além de aos 13 livros publicados, à família. Casada com o roteirista Alexandre Machado desde os 23 anos, teve quatro filhos: as gêmeas Estela May e Cecília Madonna, de 16 anos, Catarina Lakshimi, 8, e John Gopala, 7.

Reprodução/Instagram

Foi em 1996 que Fernanda Young lançou o seu primeiro romance, intitulado ‘Vergonha dos Pés’. E esse foi o início de uma carreira de sucesso na literatura com títulos como À Sombra das Vossas Asas (1997), Carta Para Alguém Bem Perto (1998) e As Pessoas dos Livros (2000). Na TV, desenvolveu a bem-sucedida comédia Os Normais para a Rede Globo, em 2001. A série ficou no ar até 2003 e ganhou dois longas-metragens, em 2003 e 2009. Entre 2002 e 2003, Young apresentou o programa Saia Justa, da GNT, ao lado de Rita Lee, Mônica Waldvogel e Marisa Orth. Na mesma emissora, comandou o Irritando Fernanda Young, programa de entrevistas que ficou no ar entre 2006 e 2010.

Fernanda Young foi indicada a dois Emmys internacionais, pelos seriados Separação?! (2010) e Como Aproveitar o Fim do Mundo (2012). Também escreveu e atuou na série de comédia Surtadas na Yoga, ao lado de Flávia Garrafa e Anna Sophia Folch, que a mesma GNT produziu entre 2013 e 2014. Seu trabalho mais recente foi na série Shippados, lançada pelo streaming Globoplay e estrelada por nomes como Tatá Werneck, Clarice Falcão e Eduardo Sterblitch.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Revista Marie Claire e UOL.
Foto destacada: Reprodução/Roseli Arruda.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


*O conteúdo do texto acima é de responsabilidade do autor e não necessariamente retrata a opinião da página e seus editores.


Compartilhar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




DESTAQUES PSICOLOGIAS DO BRASIL
Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.