O renomado fotógrafo russo Daniel Kordan fez uma sessão de fotos espetacular em uma viagem ao Salar de Uyuni, na Bolívia, para capturar a Via Láctea refletida na bela superfície mineral do maior salar do mundo.

Depois de pesquisar tudo para sua viagem, Daniel começou sua jornada na Bolívia que duraria um mês. Nos primeiros cinco dias, ele se aclimatou à altitude que varia entre 4.000 a 5.000 metros acima do nível do mar, depois viajou por duas semanas em diferentes partes do altiplano boliviano, enfrentando vários desafios.

“Claro, é difícil se mover e respirar. Mas devido ao planejamento adequado, estávamos seguros e saudáveis”, disse o fotógrafo em uma entrevista.

Mais tarde, Daniel e sua equipe chegaram ao Salar de Uyuni, onde ele viveu uma experiência mágica viajando pela noite, sem conseguir enxergar nada. Ele só conseguia sentir o carro deslizando pelo salar. “Parecia que estávamos flutuando em espaço aberto. Nossa espaçonave está estacionada à distância, e as estrelas estão piscando nas cores azul, vermelho e amarelo. Você fica na noite profunda com estrelas acima de você!”

O fotógrafo acrescentou que o Salar de Uyuni é um lugar verdadeiramente especial, pois “não há tantos lugares no mundo onde você possa desfrutar do céu escuro. A poluição luminosa está nas metrópoles e até nas pequenas cidades.”

Desta forma, o Salar de Uyuni tornou-se um lugar maravilhoso para Daniel, permitindo-lhe capturar a Via Láctea com uma câmera DSLR especial para astrofotografia, na qual o céu se reflete no solo como um espelho perfeito, derrubando as barreiras entre os dois de uma forma simplesmente espetacular.

Essas belas fotografias alavancaram a carreira de Daniel e ele continua viajando pelo mundo para capturar lugares mágicos como o Salar de Uyuni.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.