Sabemos que as crianças são capazes de compreender e praticar o amor da maneira mais pura. Elas são dotadas de uma sensibilidade ainda não lapidada, e por isso muitas vezes dão verdadeiras lições de solidariedade aos adultos que as rodeiam. A pequena Emanuelly da Luz Rodrigues é um bom explo disso. Aos seis anos, ela usou seu próprio pedido ao Papai Noel para tentar ajudar uma pessoa querida.

Emanuelly, que vive em Manoel Ribas, na região central do Paraná, deixou na caixa de correio de sua casa uma cartinha endereçada ao Papai Noel, contendo seu pedido de Natal através de um bonito desenho: uma cadeira de rodas motorizada para o vizinho Ito Moreto, de 56 anos, que perdeu o movimento das pernas e das mãos em um acidente em 2018.

“Eu pedi para ele porque eu posso ganhar presente sempre, né? A cadeira dele é bem simples, ele não consegue descer a rua e sair de casa. E eu quero que ele possa passear e me visitar, tomar café aqui em casa, por isso pedi uma cadeira melhor”, contou a garotinha ao G1.

Todos os dias pela manhã, uma cuidadora se encarrega de levar Ito para o lado de fora da varanda. Mas se engana quem pensa que ele se sente sozinho, pois ele tem a sorte de contar com a companhia fiel de Emanuelly e dos brinquedos que ela leva para brincar.

“É lindo isso que ela fez, não tem nem palavras. Tão pequena, partiu dela, não tem palavras”, reconheceu o vizinho.

A atitude de Emanuelly emocionou também a mãe de Ito, de 73 anos. “Essa menina é linda”, disse ela com a voz embargada e lágrima nos olhos.

Diante do pedido de Emanuelly, os pais dela ficaram bastante surpresos, mas também muito orgulhosos pela generosidade da filha.

“A gente ficou surpreso, é muito bonito ver essa atitude dela. Partiu dela sozinha fazer o pedido para o Papai Noel da cadeira de rodas. A gente disse para a Manu que por ser muito pesada talvez ele [Papai Noel] não consiga trazer no dia 25, mas que a atitude é o principal e nos ensina muito”, comentou a mãe de Emanuelly, Letícia da Luz Vieira.

E a família de Emanuelly já está se movimentando para tentar garantir o presente de Natal pedido pela pequena. Eles uma campanha de arrecadação de lacres que tem mobilizado muitos moradores da cidade. Até segunda-feira (20), a ação registrava cerca de 25 mil lacres recolhidos.

De acordo com Letícia, ainda falta muito para conseguir a cadeira, mas “aos poucos o objetivo será alcançado”. Ela também exalta a importância do espírito de empatia e solidariedade tão presentes durante as festas de fim de ano.

***
Destaques Psicologias do Brasil, com informações de G1.
Fotos: Arquivo Pessoal/Letícia da Luz Vieira.

RECOMENDAMOS






Uma seleção das notícias relacionadas ao universo da Psicologia e Comportamento Humano.